Sim, adiaram Star Wars: Episódio VIII exatamente pelo motivo que você tá pensando | Judão

Azar do Jogador #1… ¯\_(ツ)_/¯

Dois anos é um tempo curto pra caralho entre um filme e sua sequência. Tudo bem que no caso de Star Wars, hoje em dia, os planos já estão definidos o suficiente pra várias etapas de produção serem descartadas, mas se você parar pra pensar que até mesmo filmes “gravados ao mesmo tempo”, como Senhor dos Anéis, costumam ter um ano de diferença entre seus lançamentos...

Há muita coisa em jogo quando o assunto é um filme desse tamanho. Ninguém lança só por lançar, ninguém vai assistir só porque “tá a fim de ver um filme”. Há vários fatores sendo levados em conta pra que nenhum grande lançamento aconteça em Janeiro, lá nos EUA, e rolem aos montes entre Maio e Agosto, mesma época do ano em que Star Wars: Episódio VIII, dirigido por Rian Johnson, chegaria aos cinemas, no famigerado VERÃO AMERICANO.

CHEGARIA, já que nessa quarta-feira (20) a Disney anunciou que a estreia do filme foi adiada pra 15 de Dezembro de 2017, cerca de sete meses depois da data planejada inicialmente (e que faria com que tivéssemos três Star Wars em um ano e meio). Pela reação da galera, parece que mataram o Han Solo ou algo assim e, porra, não é pra tanto. Só entortar a cabeça pra enxergar de uma outra maneira: são seis meses a mais pra poder trabalhar... Ninguém quer um filme ruim, né, galera?

Mas se boa parte dos recordes que O Despertar da Força quebrou surgiram de filmes que estrearam justamente no tal verão americano, de onde veio a decisão de adiar?

Kylo Ren

“O Despertar da Força tirou o mofo dos filmes de Dezembro e essa troca fez muito sentido do ponto de vista estratégico” afirmou uma fonte ao The Wrap. Em outras palavras — caso você não tenha deduzido isso sozinho– a razão é a grana que o filme pode ganhar navegando em mares mais calmos, com a vantagem de ter famílias inteiras indo ao cinema de uma vez, o que dá uma facilitada nos bons re$ultado$.

Nada além disso.

Até agora, poucos filmes reservaram uma data em Dezembro de 2017. Entre eles estão The Lamb, uma animação da Sony Pictures; The Greatest Showman of Earth, sobre o criador do circo Ringling Bros. and Barnum & Bailey; Os Croods 2 e Cruella, com a Emma Stone no papel da vilã. O interessante fica pro dia 15: além de Star Wars, o esperadíssimo Jogador #1, dirigido por Steven Spielberg.

Esse último tá enrolado pra cacete pra sair e tal, mas mesmo se estivesse já sendo gravado, seria questão de tempo pra que a Warner anunciasse uma mudança de data — provavelmente lá pra 2018. Porque né? Não basta estar enrolado em si mesmo, tem de vir STAR FUCKING WARS pra zoar a brincadeira. ;)

Outro filme que DIZEM POR AÍ que estreia em Dezembro de 2017, no dia 25, é Avatar 2, que já teve datas de estreias previstas em 2014, 2015 e 2016. O anúncio foi feito, numa entrevista em que disse que “o Natal de 2017 é objetivo”, não pela Fox, oficialmente, o que colocaria um círculo azul no calendário — fora que, pra uma estreia de filme, “Natal” é bastante abrangente.

Assim sendo, Star Wars não bateria de frente com Avatar. Se isso se confirmar, vai ser Avatar que baterá de frente com Star Wars. Mas não creio que vá acontecer, não. :)

Talvez seja o caso de a Disney tratar essa época entre a segunda e a terceira semana de Dezembro como um evento bienal, tipo a D23 Expo, estreando um Star Wars por vez. Acalmaria muitos ânimos e evitaria problemas pra concorrência. TODO MUNDO se planejaria bonitinho, compraríamos ingressos tipo “passe de temporada”... E todo mundo ganha.

Afinal de contas, não é como se Star Wars tivesse algum problema com o NATAL, né? ;D