As coisas devem ficar um pouco mais complicadas... | Judão

Ainda que, no longo prazo, as tais mudanças no news feed do Facebook possam ser boas para quem produz conteúdo na internet, num primeiro momento sofreremos um bom tanto. E aí, precisamos de você. :)

Talvez você tenha lido sobre isso ou pelo menos ouviu falar em algum lugar, mas, na semana passada, o nosso querido Mark Zuckerberg anunciou algumas mudanças no tal feed de notícias do Facebook que vão “priorizar as interações entre os usuários”. Não é exatamente novidade, não é a primeira vez que coisas parecidas são anunciadas, mas é a mais significativa.

“Recentemente recebemos um feedback da nossa comunidade que o conteúdo público — posts de empresas, marcas e mídia — estava expulsando os momentos pessoais que nos levam a conectar uns com os outros”, disse Zuckerberg no comunicado. “Enquanto implementamos isso, você verá menos conteúdo de empresas, marcas e mídia. E o conteúdo público que você verá seguirá o mesmo padrão — deve encoragar interações significativas entre as pessoas”.

“Por exemplo”, continua Zuckerberg, “há muitas comunidades relacionadas a programas de TV e equipes esportivas. Nós vimos pessoas interagirem mais em vídeos ao vivo do que os normais. Algumas notícias ajudam a criar discussões sobre assuntos importantes. Mas muitas vezes hoje, assistir a um vídeo, ler notícias ou um update de uma página é uma experiência passiva”.

Em resumo, traduzindo pro português (e baseado nessa tradução para o inglês), o Facebook não quer que você saia de lá de maneira alguma e quer fugir de todas as responsabilidades que ser uma “empresa de mídia” carrega — ainda mais depois de ser responsabilizado por grande parte da divulgação das tais “fake news”.

De uma certa maneira, e pensando no LONGO PRAZO, isso é bom. Como diz o Motherboard, “jornalismo que é feito pra ser viral, pra ser curtido e escolhido por um algoritmo, não é jornalismo, é marketing. Uma empresa de mídia cuja existência depende de um portal se submete aos CAPRICHOS daquele portal. E uma sociedade que depende de um portal pra ter suas notícias pode muito bem estar condenada”.

Aqui no JUDAO.com.br, nós nunca nos preocupamos com esse tipo de coisa. Claro, sendo boa parte da nossa audiência PROVENIENTE do Facebook, sempre ficamos de olho no alcance, publicamos coisas específicas para a Rede Social, transmitimos as gravações do nosso programa / talk show / podcast AO VIVO, toda semana, por lá. Mas nunca, em momento algum, pensamos que tipo de conteúdo vai funcionar mais ou menos por lá. Publicamos o que nós acreditamos que devemos publicar, tendo o nosso leitor, como prioridade.

Essas mudanças, claro, vão machucar BASTANTE o JUDAO.com.br que, desde 2015, não publica mais as chamadas “hard news”. Diminuímos em 80% o número de publicações do site, o que significa que a chance de aparecermos nas timelines é bem menor do que era em 2014. Pra isso, temos algumas soluções — e contamos com a sua ajuda pra isso. :)

Como ter mais JUDAO.com.br no seu Facebook

A primeira possibilidade é, claro, ativar as notificações da nossa página. No botão de Seguir a página, ao lado do de Curtir, click na setinha pra baixo e selecione as opções “Ver primeiro”, pra que os nossos conteúdos apareçam num lugar bom dentro da sua timeline, e “Todas ativadas” pra, sempre que a gente publicar alguma coisa (cerca de 4 ou 5 por dia), você seja avisado.

Além disso, comente nos nossos posts, chame pessoas pra participar da discussão, seja DENTRO da nossa página, seja na sua própria timeline. DESSA MANEIRA, o Facebook vai perceber que aquilo está gerando uma “interação social significante” e joga os nossos conteúdos pra cima. :)

Mas tá. Fora isso...?

Tomara que essas mudanças sirvam pra que outras ferramentas (res)surjam, como leitores de Feed RSS ou até mesmo o simples hábito de digitar alguma outra URL no browser que não seja Facebook.com. Tomara que o mundo perceba que pode viver sem o Facebook e que ele acabe servindo, MESMO, só pra interações sociais.

Por exemplo, estamos no twitter. Temos a nossa conta principal, @JUDAOcombr, onde você encontra TUDO o que publicamos, além de umas coisinhas a mais (tipo comentários ao vivo de eventos e outras coisas que só o twitter proporciona <3); @JUDAONews, onde acompanhamos em tempo QUASE real as principais notícias da cultura pop (não tem mais hard news no site, mas tá lá!); além das nossas pessoais, onde além de repercutir tudo o que publicamos, ainda falamos de outras coisas relacionadas ao nosso trabalho e aos nossos conteúdos: a minha, @Borbs, e a do nosso querido @ThiagoCardim.

ALÉM DISSO, também mandamos todos os nossos conteúdos para o Tumblr e para um canal no Telegram, com você recebendo tudo onde estiver. :)

Mais uma coisa!

É realmente importante que você, seus amigos, sua família, consuma nosso conteúdo. Nossos textos, vídeos, podcasts. Quanto mais gente fizer isso, é melhor pra nós. Mas, ao mesmo tempo, continuamos com a nosso projeto no Catarse.me/JUDAOcombr. Mais de 60 pessoas já garantiram mais de 30% da nossa TERCEIRA META — aquela em que a gente garante textos, podcasts e VÍDEOS.

Estamos só no começo. Sabemos que muito mais gente nos lê e seria sensacional se uma parte maior desses leitores assinasse o nosso projeto, pois garantiria o que nós precisamos pra, de uma vez por todas, cagar e andar pro Facebook e focar, 100%, em quem interessa: você.

Vem com a gente!