Batman voltará ao Asilo Arkham pelas mãos de Grant Morrison! | Judão

O quadrinista escocês aproveitou a Comic-Con para confirmar que fará uma continuação para a clássica graphic novel, publicada em 1989 – só que agora a estrela será Damian Wayne, o filho do Morcego

O Batman é um daqueles heróis que tem uma verdadeira BIBLIOTECA de HQs antológicas. O Cavaleiro das Trevas, Ano Um, Morte em Família, Gotham City 1889, A Piada Mortal, O Longo Dia das Bruxas, e entre várias outras, Asilo Arkham – Uma Séria Casa em um Sério Mundo, de Grant Morrison e Dave McKean, que ganhará uma continuação, quase 30 anos depois.

O anúncio foi feito na quinta-feira (20) da Comic-Con, durante o painel Meet the Publishers da DC.

O próprio Morrison esteve presente no painel para falar da novidade – que está sendo chamada de Arkham Asylum 2. “É o Damian como Batman no futuro. Serão 122 páginas e será ótimo”, disse o roteirista, que vê esse segundo capítulo como o “momento de pular aos tubarões”.

Quem cuidará da arte será Chris Burnham, que trabalhou em Batman Incorporated com Morrison.

Publicada originalmente em 1989, a graphic novel original chegou ao Brasil com o título de Batman – Asilo Arkham. Tudo começa quando o Homem-Morcego é chamado para conter um tumulto no local, liderado pelo Coringa, que sequestrou diversos médicos que trabalham na instituição, como a terapeuta Dra. Ruth Adams – que vinha fazendo tratamentos pouco ORTODOXOS lá dentro – e o administrador Dr. Charles Cavendish.

O Coringa então começa a fazer um grande jogo com o Cavaleiro das Trevas, que se vê obrigado a enfrentar vilões como Cara de Barro, Espantalho e o Crocodilo. Por fim, o Detetive descobre que não só é o Dr. Cavendish que está por trás de tudo, como ele está influenciado por um diário deixado por Amadeus Arkham, que fundou a instituição. Assim, ficamos sabendo os traumas da vida de Amadeus que, de alguma forma na visão do médico, estão ligados ao Batman.

Dessa maneira, Morrison analisa os conceitos por de trás do personagem, a ligação dele com a loucura e ainda desconstrói alguns de seus vilões mais icônicos. É aqui, por exemplo, que o roteirista coloca que o Coringa é apaixonado pelo Homem-Morcego – ele, inclusive era pra ter se vestido de lingerie durante a HQ, mas os editoras acabaram pedindo para que o trecho fosse retirado.

Damian como Batman

Isso tudo com uma arte incrível de Dave McKean, um dos maiores artistas da história das HQs, que se aproxima mais de um quadro do que qualquer outra coisa. O surreal toma conta da história, nos levando a viajar numa graphic novel dominada pela loucura e pela escuridão. Não é à toa que a HQ foi um marco e, veja só, inspirou até um certo videogame.

Só que Arkham Asylum 2 não será estrelada por Bruce Wayne, mas sim seu filho, Damian Wayne. Com base em uma HQ também dos anos 1980, Morrison introduziu o personagem em Batman #666, de 2007. A história se passa em um futuro possível, na qual Damian – que é filho de Bruce com Talia Al Ghul – assumiu o manto de Batman e protege Gotham.

Vai ser interessante como o Wayne filho lidará com uma treta tão grande em Arkham – e quais conceitos novos Morrison poderá trazer, ainda mais numa época com mais liberdade criativa para ele.

Não há, ainda, uma data de lançamento para a nova graphic novel. Eu não contaria com um lançamento tão cedo, não...