Cursed Child pode ser o fim de Harry Potter, mas também o início de um universo expandido | Judão

J.K Rowling afirmou que a história do BRUXINHO chegou ao filme depois do novo livro / peça. Mas o universo que ela criou é tão maior…

A história de Harry Potter chegou ao fim nesse último fim de semana.

Com a estreia de Harry Potter and the Cursed Child em Londres e o lançamento do roteiro da peça em formato livro no resto do mundo (em inglês, por enquanto, e o primeiro dessa ONDA digital), a galera começou a se questionar se, por algum acaso, depois desse OITAVO capítulo, não teríamos alguns tantos outros vindo por aí. Vai que J.K Rowling se empolgou ou sei lá?

“Não, não” disse ela em entrevista à Reuters. “Ele passa por uma jornada bem grande nessas peças e aí, sim, eu acho que acabamos. Essa é a nova geração, você sabe. Então, eu tou muito feliz ao ver que ficou tudo lindo mas, não, Harry acabou”.

Sabe aquela situação de “o que vier é lucro”? Cursed Child é tipo isso. Há nove anos encaramos o fim da saga que, de repente, resolveu retornar mostrando o filho de Lilian e Tiago trabalhando no Ministério da Magia, com o seu próprio REBENTO indo a Hogwarts. Lucro, certo?

É bem provável que surjam outros livros, peças e filmes baseados no Universo criado por J.K Rowling

Mas, quero que você repare em duas coisas. A primeira: J.K Rowling ajudou, com outras duas pessoas, a escrever a história de Cursed Child, cujo roteiro (o encenado e o vendido como livro) é creditado a Jack Thorne. A segunda: Animais Fantásticos, o filme que estreia em Novembro, foi escrito totalmente por ela — além do livro HOMÔNIMO.

Star Wars tem o exato mesmo número de filmes que Harry Potter teve, mas o universo conhecido é praticamente infinito — mesmo se excluirmos as atuais Lendas. J.K Rowling pode não ter saco de seguir contando a história de Harry, mas não me parece que o mesmo valha para o que podemos chamar de “universo expandido”. Além de Animais Fantásticos, J.K Rowling vive, através do Pottermore, publicando contos envolvendo outros personagens, biografias e tantas outras informações sobre o universo que a gente percebeu, durante aqueles sete livros, que iria infinitamente mais longe do que aquelas páginas.

Eu chamaria de bastante provável que tenhamos novos livros, peças e filmes, especialmente se Animais Fantásticos der certo. Cursed Child parece que já deu. Agora é só esperar.