Não ia ter, mas no fim teve um trailer de Homem-Aranha: Longe de Casa (e nós vimos) | JUDAO.com.br

Mas só porque o Tom Holland mandou :P

Talvez um dos maiores BURBURINHOS da edição 2018 da Comic Con Experience, desde que começaram os trabalhos na quinta (6), fosse a possibilidade de se ver no painel da Sony o primeiro trailer de Homem-Aranha: Longe de Casa, a continuação direta do De Volta ao Lar, outra coprodução com a Marvel, pans. Muito que bem.

Os veículos gringos começaram a falar a respeito da possibilidade da exibição e logo em seguida da parada vir aqui pro mundo de fora mas, nas últimas horas, a INTERNET levantou a possibilidade de que, não, não ia ter nada e era isso. Fazer o que? Acontece.

Só que aí começaram a pipocar as histórias de que um rapaz chamado Tom Holland, que NÃO estava na programação oficial do evento, tinha desembarcado no Brasil e que estaria, inclusive, circulando pelos corredores da feira mascarado. E não é que ele estava por aqui mesmo? Subiu ao palco e até chamou Jake Gyllenhall, o vilão do filme, OUTRO que não só não estava na programação mas que havia sido anunciado para a imprensa sob embargo — dias antes de ter sua vinda cancelada.

A história então poderia ser diferente, não?!

E aí o tal do clipe virou um trailer, como o próprio Tom Holland fez questão de chamar. Inédito, ainda sem legendas, vendido pra plateia como algo recém-saído do forno. Não disseram QUANDO a parada vai sair online, se é que vai ser a mesma versão, mas o papo de bastidores leva a crer que demora um pouco. O ponto é que ele existe. Foi exibido. E o JUDAO.com.br tava lá pra ver. E vamos te contar qual foi (não vamos fazer nenhum aviso de SPOILER! porque SPOILER! de trailer já é demais, desculpa).

Ajude o JUDAO.com.br continuar desafiando a cultura pop. Assine!
A partir de R$5 por mês.

Peter Parker decide que vai REALMENTE sair de férias, pra descansar um pouco, o que significaria, PORTANTO, que o uniforme também fica pra trás. Nada de Homem-Aranha pra encher o saco. Os poderes tão lá, mas deixa as responsabilidades um pouquinho em Nova York, enquanto ele vai pra Europa.

Só que as responsabilidades perseguem o jovem Peter que, fazendo jus ao lendário azar dos Parker, é interrompido no meio de uma conversa com o camarada Ned por uma microflecha que faz o cara desmaiar. “Faz tempo que eu queria te encontrar”, é o que diz o responsável pela interferência, um tal de Nick Fury. Ele mesmo, Samuel L.Jackson, visual clássico, tapa-olho, aquela história toda. Sem qualquer menção à Guerra Infinita, como bem se poderia esperar.

Aí que a chegada do Fury vem também com um pedido de ajuda, porque tão rolando umas tretas na Europa. Mas sem uniforme? Claro que não. Fury tem um novo pro Peter, aquele que é vermelho e preto, com o qual o Tom Holland apareceu recentemente no programa do Jimmy Kimmel.

O clima parece um pouco o da animação anterior do Cabeça de Teia pra TV, Ultimate Spider-Man, aquela na qual o Fury com o mesmo visual dos filmes/versão Ultimate meio que “adota” o aracnídeo em versão bem jovem, começando a carreira heroica, como seu pupilo, do tipo que é convocado / treinado para missões da SHIELD.

Se a gente parar pra pensar, é o Fury assumindo o papel do Tony Stark na trama — então, com o filme se passando depois de Guerra Infinita como tudo levava a crer até então, será que aquela história de que teremos um Homem de Ferro se aposentando da armadura faria sentido?

ENFIM, o fato é que Jake Gyllenhall aparece com a roupa de Mysterio, ainda que rapidamente, no finalzinho do trailer. Dá pra ver o verde da roupa, como naquelas fotos do set que vazaram, mas ainda sem o tradicional globo de vidro na cabeça.

O que podemos dizer, por enquanto? Veremos o que vem por aí, não dá pra saber ainda. :P