Diretor fala sobre AQUELA cena de Vingadores: Ultimato | JUDAO.com.br

Pareceu forçada? Ah, pareceu sim. Mas por outro lado…

Provavelmente, você já deve ter percebido que os Irmãos Russo estão praticamente em turnê falando abertamente sobre acontecimentos e cenas de Vingadores: Ultimato. Eles já responderam perguntas sobre a criação da manopla, sobre o papel cortado de Katherine Langford e até sugeriram que um dos heróis já apresentados será revelado como gay — coloco cinquentinha que é a Capitã Marvel, embora talvez fosse a decisão mais fácil e óbvia de todas, né?

De qualqer forma, em uma dessas entrevistas, o codiretor Anthony Russo abordou AQUELA cena da batalha final na qual Feiticeira Escarlate, Valquíria, Mantis, Okoye, Vespa, Gamora, Nebula, Shuri e Pepper Potts (usando a armadura Resgate) se unem para proteger a Capitã Marvel, que acaba de receber a manopla das mãos de Peter Parker e precisa levá-la até o furgão do Homem-Formiga.

Cena essa que já foi mostrada em vídeos oficiais da Marvel, deixando assim de ser um SPOILER. :P

Ajude o JUDAO.com.br continuar desafiando a cultura pop. Assine!
A partir de R$5 por mês.

Segundo o diretor, esse momento de “poder feminino” era uma ideia que estava na cabeça deles há bastante tempo, mas aconteceu de fato apenas durante as refilmagens. Mesmo sendo tão importante, o motivo dessa sequência ter sido filmada tão tarde não ficou claro e, apesar de poder ter sido apenas um problema de agenda de todas essas atrizes, o diretor diz que esse momento sempre esteve destinado ao corte final.

“O número de idéias que queremos colocar nesses filmes é sempre muito maior do que o espaço disponível para realizá-las”, afirmou o diretor. “Essa é uma das ideias que ficaram conosco por um longo tempo, e talvez tenhamos experimentado versões diferentes dela aqui e ali ao longo da história, e essa foi a versão específica dela que acabou funcionando na narrativa”, completou.

Na edição #162 do ASTERISCO, comentamos sobre a nossa experiência assistindo a Vingadores: Ultimato e falamos especificamente sobre essa cena. O consenso geral entre nós é que essa cena pareceu forçada, já que todas essas personagens estavam espalhadas no campo de batalha e não fazia sentido todas simplesmente se unirem em um mesmo lugar sem aviso prévio.

Apesar de ainda acreditar que aquela cena forçou a barra – lembre-se das sequências de ação de Capitã Marvel ou até mesmo de Mulher-Maravilha, filmes nos quais elas atendem a um propósito narrativo -, uma mensagem de um conhecido sobre como a sua filha de 11 anos surtou com essa sequência me chamou atenção para um outro aspecto desta história, o outro lado desta moeda.

Enquanto analiso roteiro e reclamo de não criarem uma cena que fizesse mais sentido e estivesse integrada à história, tem meninas (e mulheres também, é bom ressaltar) pirando no cinema e se sentindo representadas. Então, tudo bem a cena ter sido filmada depois ou todas se juntarem do nada. No fim, ela serviu ao seu propósito e é isso que importa. Né? :)