George Miller confirma que as sequências de Mad Max vão acontecer | JUDAO.com.br

Os deuses do cinema nos ouviram e parece que agora vai!

Atenção! Isso não é uma simulação! Respira fundo, porque parece que teremos sequências de Mad Max: Estrada da Fúria, sim. Depois do imenso sucesso de crítica e público, esperávamos uma continuação da história lançada em 2015 o quanto antes, mas as coisas não aconteceram exatamente do jeito que queríamos.

Em 2018, o jornal The Sydney Moring Herald noticiou que o diretor George Miller estava envolvido em uma batalha judicial com a Warner Bros. na Austrália. Em um documento divulgado pela publicação, a Kennedy Miller Mitchell, produtora do diretor, alegava que o estúdio agiu de uma maneira “arrogante, ofensiva ou repreensível” ao não pagar um bônus por entregarem o filme abaixo do orçamento previsto, pedir diversas modificações na sala de edição – o que aumentou o custo da produção – e contratarem a RatPac-Dune Entertainment como co-financiadora da produção sem avisá-los.

O processo afirma que esses problemas destruíram a relação de confiança entre ambas as partes e, consequentemente, destruíram nossos sonhos de ver uma sequência de Mad Max: A Estrada da Fúria.

Enquanto esperávamos uma extensa batalha nos tribunais, aparentemente a briga acabou – ou, pelo menos, está se encaminhando para um final feliz. Em entrevista para o IndieWire, Miller comentou sobre o incrível sucesso da sua produção e seu legado impressionante, mas duas perguntas sobre possíveis sequências foram respondidas de uma forma bastante despretensiosa...

Ajude o JUDAO.com.br continuar desafiando a cultura pop. Assine!
A partir de R$5 por mês.

Quando perguntado sobre o confronto legal contra o estúdio, o diretor afirmou que tudo começou por causa do caos na Warner, apontando que as pessoas não sabiam o que estava acontecendo na empresa e todos estavam sendo regidos por diferentes regimes. A solução foi entrar em litígio com o estúdio para que suas reivindicações fossem ouvidas. Mas, segundo o próprio Miller, o tal caos se estabilizou após a fusão com a AT&T, apesar de não oferecer grandes detalhes sobre como o processo foi resolvido.

Independente dos detalhes, o diretor disse com todas as letras que está “bem claro” que as sequências vão acontecer.

Há alguns anos, Miller ofereceu algumas informações sobre os próximos filmes da franquia Mad Max, mas se aprofundou um pouco no assunto ao confirmar que existem duas histórias em desenvolvimento envolvendo a franquia, além de uma história da Furiosa, personagem da Charlize Theron. O diretor afirma estar agora no processo de sentar e analisar todos os roteiros que estão na sua cabeça.

O que significa que ainda pode demorar um tempo, já que isso inclui roteiros de outras produções além das sequências de Mad Max. Entre esses roteiros está Three Thousand Years of Longing, um drama de fantasia estrelado por Idris Elba e Tilda Swinton, em desenvolvimento há quase dez anos. Depois de vários estágios de escrita, a produção está prevista para estrear nos cinemas em 2020.

Portanto, o jeito é esperar todas as sequências de Mad Max saírem da cabeça de Miller, se tornarem um roteiro e ganharem vida além do papel. Depois de anos esperando por um dos maiores filmes da década – quiçá o MELHOR -, acho que podemos esperar mais algum tempo pelas próximas produções. Pelo menos, o tal obstáculo legal foi ultrapassado. ;)