LeBron James já está fazendo história em Hollywood | JUDAO.com.br

Conheça os projetos de séries, filmes e documentários que o “Rei de Los Angeles” está produzindo

É impossível você estar vivo em 2018 e simplesmente não conhecer LeBron James — especialmente seu histórico esportivo. Nascido em Ohio, um dos maiores jogadores da história do basquete foi três vezes campeão e MVP das finais da NBA de 2012, 2013 e 2016.

Mas você conhece seu recente histórico em Hollywood?

Em 2008, LeBron e seu amigo de infância Maverick Carter fundaram a SpringHill Entertainment — mesmo nome de um projeto habitacional onde o jogador morou na adolescência –, produtora fundada com o objetivo de criar histórias que “falassem para uma audiência intercultural”. Nos últimos anos, os projetos encabeçados pela SpringHill têm ganhado bastante espaço na televisão e seu portfólio inclui game shows como Do or Dare, do Facebook, e The Wall, da NBC, o reality show Million Dollar Mille, da CBS, a série dramática Survivor’s Remorse, do Starz, e o documentário Rise Up | The Movement that Changed America, exibido pelo History Channel.

A SpringHill Entertainment também será a responsável pela produção de um filmezinho chamado Space Jam 2, que eu não sei se você sabe, foi confirmado oficialmente essa semana. LeBron vai protagonizar a sequência do filme estrelado por Michael Jordan e os astros e estrelas do Looney Tunes, que terá produção de Ryan Coogler (o diretor de Pantera Negra).

Mas nem LeBron (que mandou muito bem como ator em Descompensada), nem a SpringHill vão parar por aí. Aí embaixo você confere alguns dos projetos em que eles estão trabalhando. :)

Ajude o JUDAO.com.br continuar desafiando a cultura pop. Assine!
A partir de R$5 por mês.

Madam CJ Walker

Mantendo o intuito de contar histórias para uma audiência intercultural, a SpringHill está produzindo uma série limitada sobre a Madame CJ Walker para o Netflix. Com oito episódios, a série estrelada por Octavia Spencer contará a história de Sarah Breedlove, filha de escravos que superou a profunda injustiça racial da virada do século para se tornar a primeira milionária negra da história dos Estados Unidos. Através da Madam CJ Walker Manufacturing Company, Walker fez sua fortuna desenvolvendo e comercializando uma linha de produtos de beleza para mulheres negras.

Madam CJ Walker será baseada na biografia escrita por A’Lelia Bundles, a tataraneta de Walker, e contará sua trajetória e seu ativismo no movimento negro no começo do século passado. A diretora Kasi Lemmons – que dirigiu o primeiro episódio da segunda temporada de Luke Cage – foi contratada para dirigir o primeiro episódio da série, que ainda não tem data de estréia.

Top Boy

Originalmente, Top Boy é uma série dramática criminal britânica criada e escrita por Ronan Bennett e dirigida por Yann Demange e Jonathan van Tulleken. Com duas temporadas, a série foi revivida pela Netflix e ganhou uma terceira com Ashley Walters e Kane Robinson retornando aos seus papéis originais. Os novos episódios acompanharão Dushane, que retorna para East London para recuperar seu lugar no lucrativo mercado das drogas. Ele se une a Sully, seu parceiro e às vezes rival que também retorna para casa depois de um período na prisão. Seus retornos causarão confrontos com Jamie, um jovem e implacável líder de uma gangue.

A nova temporada também conta com o retorno de Bennett e dos produtores Charles Steel e Alasdair Flind, além das produções executivas de Drake e seu parceiro de negócios Adel Future Nur, Carter e Jamal Henderson, o presidente da SpringHill. Segundo Carter, o projeto está em desenvolvimento há dois anos e está previsto para estrear em 2019.

Hoops

Outro projeto com uma liderança feminina será Hoops, essa adquirida pela NBC. A série acompanha Stevie Decker, estrela da Women’s National Basketball Association (WNBA) que se torna a primeira treinadora principal de um time de basquete universitário masculino. Mas seu trabalho não será fácil, já que sua universidade estará envolvida em um escândalo sexual envolvendo seu mentor, um lendário ex-treinador.

Além de James e Carter, Hoops será co-produzido pela Elizabeth Banks através da Brownstone Productions. Jennifer Cecil (Notorius e Heartbeat) foi contratada para escrever e produzir a série, que também não tem previsão de estreia.

Lean On Me

Ainda em desenvolvimento pela CW, Lean on Me é inspirado no filme Meu Mestre, Minha Vida, protagonizado por Morgan Freeman em 1989. A diferença crucial é que a série terá uma mulher como uma professora jovem e negra que precisará trabalhar para transformar os jovens do seu local de trabalho.

Além das produções executivas de James e Carter, Lean on Me também terá produção executiva de John Legend, Mike Jackson e Ty Stiklorius, parceiros em Jesus Christ Superstar Live in Concert. Sem previsão para estreia, o piloto será escrito por Wendy Calhoun, roteirista de Justified.

Student Athlete

Saindo das produções dramáticas, Student Athlete é um documentário da HBO Sports que explora o mundo dos esportes universitários de alto rendimento, contando as histórias de jovens em diferentes estágios de suas carreiras atléticas. O longa-metragem coloca uma lupa nas relações entre os estudantes que não são pagos, enquanto suas universidades ganham milhões. Dirigido pela paquistanesa duas vezes vencedora do Oscar Sharmeen Obaid-Chinoy, Student Athlete está previsto para estrear nos EUA em 2 de Outubro.

What’s My Name: Muhammad Ali

Programado para 2019 na HBO, o documentário de duas partes What’s My Name: Muhammad Ali usará fotos jamais vistas, filmagens originais e vídeos particulares da família Ali para contar a história de um dos maiores nomes da história do esporte. O documentário também contará com recriações cinematográficas de momentos-chave da vida do pugilista no ringue e fora dele.

Escrito por Steven Leckart, What’s My Name: Muhammad Ali tem direção de ninguém menos que Antoine Fuqua, o diretor de Dia de Treinamento e O Protetor. O documentário, que ainda não tem data de estreia, tem produção executiva de LeBron, o próprio Fuqua e Carter.

Quando fundaram o SpringHill, o propósito de LeBron e Carter era apenas lançar Mais do Que um Jogo, documentário de 2008 sobre a ascensão do jogador ao estrelato. O objetivo nunca foi se tornar uma produtora cheia de parceiros de negócios em Hollywood.

Assim como no basquete, LeBron James se tornou alguém que não veio para perder.