Música pra atacar Aliens, Ninjas e Zumbis | Judão

Talvez você se lembre dele muito mais como “o filho do Félix” da novela. Quer dizer, filho, depois irmão, depois filho de novo. Tanto faz. Mas o ponto é que o gaúcho Thalles Cabral não é do tipo que se acomoda no papel de “jovem revelação das novelas”.

No último domingo, por exemplo, estreou a série Manual para se defender de Aliens, Ninjas e Zumbis, na qual ele mergulha de cabeça num outro formato, cheio de referências pop. E até o final do mês (“se Deus quiser”), chega a sua primeira INCURSÃO no mercado fonográfico, Utopia, seu disco de estreia. E o mais legal é que o som tá longe de ser aquele pop mainstream de aspirante a galã: é um indie mais introspectivo, emocional, cheio de nuances.

De violão em punho, o Thalles, aquele que “canta alegre uma letra triste”, foi o nosso convidado da semana no ASTERISCO, fazendo um som ao vivo no Estúdio Sócrates Brasileiro, da Central3 e falando sobre seu trampo no Projac, sobre fama, sobre a tristeza dos quartos de hotel, sobre referências, sobre cagadas em serviços de streaming, sobre aquela banda dos anos 80 que tá faltando, sobre a volta dos emos...

E como não podia deixar de ser, ainda deu tempo de falar sobre esta história do Matthew Vaughn como diretor do próximo filme solo do Superman (não tem nada fechado, mas estamos empolgadíssimos!) e resumir em DUAS PALAVRAS Punho de Ferro, a nova série do Netflix.

Aperta o play e vem — ou baixe em .MP3!

E não esqueça de seguir o @ASTERISCOshow no twitter e Facebook e assinar o feed no seu iTunes, Android ou onde bem entender — até no Deezer!

Estrelando

Thiago Borbolla (@borbs)
Renan Martins Frade (@ren4n)
Thiago Cardim (@thiagocardim)
Leandro Iamin (@leandroiamin)

Links

Assine o JUDÃO e nos ajude a continuar fazendo esse trabalho que cês gostam tanto! <3
Conheça a coleção Judão + Chico Rei!

O Asterisco é produzido em parceria com a Central3 e vai ao ar AO VIVO, toda segunda-feira, 19h, sendo disponibilizado depois em forma de podcast