Nintendo anuncia Super Mario Run para Android | Judão

Além disso, agora que o Mario tá fazendo cosplay de Sonic, a GUERRA DE CONSOLES dos anos 90 parece que foi definida, né? ;D

No mesmo dia em que a Sony revelou oficialmente o seu PlayStation 4 Pro e a Apple mostrou sua coragem ao entregar mundo os tais AirPods — algo que obviamente o mundo precisava, já que coisinhas pequenas pra serem carregadas o tempo todo e facilmente PERDÍVEIS são uma das necessidade primárias da humanidade hoje em dia — foi a Nintendo quem comandou a brincadeira.

Primeiro porque agora existe uma utilidade pro Apple Watch, já que a Niantic Labs anunciou nessa quarta (07) a chegada de Pokémon Go ao aparato, mostrando o quanto é preciso ainda pra chocar um ovo, a quantidade de pontos necessários pra aumentar de nível e outras informações FITNESS, além de informar ao jogador quando um Pokémon aparece ou há um POKEPOSTO por perto.

Pokémon Go

A razão principal, porém, é o fato de enfim terem descoberto esse maravilhoso e novo mundo que, pelo jeito, veio pra ficar: o dos joguinhos para celular. Em Dezembro desse ano, Mario vai provar que o Mega Drive era o videogame correto nos anos 90 com Super Mario Run, um AUTO RUN pra ser jogado com apenas uma mão, na qual o nosso herói precisa recolher a maior quantidade de moedas no menor espaço de tempo.

Serão vários mundos e fases no modo single player; pra jogar com um amiguinho, tem o modo Toad Rally, no qual a galera compete pra saber quem pega mais moedas, em menos tempo. Ainda rola um terceiro modo, no qual será possível “criar o seu próprio Reino do Cogumelo”, ainda que ninguém saiba exatamente como isso funciona (mas o Super Mario Maker tá aí pra fazer você imaginar alguma coisa).

Super Mario Run será pago e lançado primeiro para iOS, mas a Nintendo já afirmou, de acordo com o Kotaku, que “pretende lançar o jogo para aparelhos Android em algum momento do futuro”, algo bastante óbvio, especialmente agora que eles APARENTEMENTE perceberam que mobile gaming faz parte desse futuro — o valor das ações da Nintendo valorizou em 25% depois do anúncio do jogo, só como exemplo.

Será que agora eles desistem de fazer esses consoles cheio de mirabolâncias pra, no fim, rodar esse mesmo tipo de jogo? Me parece vantajoso. Veremos!