Enquanto a Nintendo tira fan games do ar, Sega pede que fãs continuem fazendo coisas legais | Judão

Há muito o que se discutir sobre a validade de ambas as ideias, mas que parece que a Nintendo vive nos anos 90, ainda, parece

A Nintendo só descobriu que é possível lançar joguinhos pra celular (e muito mais barato do que desenvolver uma porra de um console teoricamente revolucionário só pra rodar esses joguinhos) na semana passada, então dá pra entender o mundo em que vive.

Dá pra entender também que não queiram que uma propriedade sua seja utilizada de maneira ESCUSA, como um tal de Pokémon The Porn Game, que sem se preocupar com nada coloca seu personagem principal pra se masturbar assistindo à vídeos de pedofilia. É perfeitamente compreensível, e de bom grado, que se envie um exército de advogados pra acabar a farra.

O mesmo vale pra quem ganha uma grana usando diretamente coisas que você criou, ainda que nesse caso de bom grado seja rolar algum tipo de negociação antes.

Mas e remakes e continuação de jogos feitos décadas atrás e nunca mais tocados? A Nintendo não quer saber e, no último dia 01 de Setembro, fez com que 562 chamados fan games fossem tirados do ar do Game Jolt, uma plataforma em que desenvolvedores independentes compartilham seus projetos, tudo de graça.

Entre esses jogos, o que mais tem doído no coração da galera é AM2R, sigla para Another Metroid 2 Remake que, como você deve imaginar, é um remake de Metroid 2 — jogo lançado originalmente em 1991 para GameBoy — que ficou cerca de OITO anos em desenvolvimento e foi enfim liberado em Agosto.

No fim da semana passada, o canal GameGrumps resolveu jogar um “Sonic Fan Game”, também conhecido como Green Hill Paradise – Act 2, joguinho em um mundo aberto cheio dos segredos, desenvolvido a partir do Sonic Games Development Kit.

Danny, aka SuperSonic68, o dev do jogo, ficou todo feliz e emocionado quando viu seu trabalho sendo ESMIUÇADO no vídeo, que já tem mais de 500.000 visualizações. Mas o negócio deve ter batido mesmo quando ninguém menos que o próprio Sonic, o Porco-Espinho, apareceu pra comentar o vídeo, mandando AQUELE ABRAÇO pros seus amigos da Nintendo e mostrando, mais uma vez, que a Guerra de Consoles dos anos 90 teve um vencedor, justamente o único possível.

DMCA é a sigla de Digital Millennium Copyright Act, uma lei que faz com que conteúdos sejam tirados do ar sem muita ou com nenhuma discussão

DMCA é a sigla de Digital Millennium Copyright Act, uma lei que faz com que conteúdos sejam tirados do ar sem muita ou com nenhuma discussão

Já volto, hora do DMCA. Brinks! Continuem fazendo coisas legais, fãs do Sonic

AO MESMO TEMPO, é interessante notar que o comentário, ainda que tenha sido feito por um canal oficial da Sega, é na realidade um canal dedicado ao Sonic, com os mais diversos vídeos sendo lançados toda quinta-feira. Muito provavelmente, a divisão SÔNICA dentro da empresa seja separada das outras — isso ou as ideias mudaram lá dentro.

Em 2011, um remake de Streets of Rage foi forçado a sair do ar, depois de oito anos de desenvolvimento, quando a Sega, que até tinha liberado tudo anteriormente, percebeu que o jogo — que usava o mesmo código fonte — era um concorrente direto aos relançamentos que fazia na época.

Bom... Sendo apenas o MESMO JOGO com gráficos melhores, sendo lançado ao mesmo tempo em que a responsável pelos direitos tá tentando ganhar uns trocos de nostalgia com um dos melhores jogos de todos os tempos, que até Pablo Escobar jogava, até que faz sentido, ainda que talvez fosse o caso de rolar algum tipo de negociação e não o “não gostei deleta”.

Mas isso foi há cinco anos e meio, existe a possibilidade de a Sega ter mudado completamente de visão, o que a torna AINDA MAIS vencedora dentro dos nossos corações, escancarando ainda mais o imenso atraso de C E R T A S E M P R E S A S... ;)

Quem tiver um PC e quiser baixar o Green Hill Paradise – Act 2, é só clickar aqui. :)