Mais duas Comic Cons no Brasil em 2017 | Judão

Comemorando os 40 Anos de Star Wars, Geek City em Curitiba e Comic (Con) Floripa anunciam suas datas

O Brasil ainda está longe de ter uma cultura de comic cons como a dos EUA — seja pela quantidade de eventos que acontecem no País, seja pelo fato de que AINDA somos atraídos por nomes de celebridades — algo que só muda se a gente se acostumar e começar a olhar também para o conteúdo desses eventos.

Enquanto isso, nossa AGENDA continua crescendo e, comemorando os 40 Anos de Star Wars e o tal do Dia da Toalha, dois novos eventos se revelam ao Universo: Geek City e Comic (Con) Floripa, ambas acontecendo, veja só, Setembro.

A Geek City, de Curitiba, é aquela que acontece primeiro: entre 1º e 3 de Setembro. Organizada pela Seven Entretrenimento, eles pretendem reunir 10 mil pessoas por dia no Expo Renault Birigui. “Curitiba sempre pareceu o local ideal para reunir os fãs de cultura pop da região sul do país e além”, afirmou Bruno Neves, diretor da organizadora. Não há, ainda, nomes de atrações confirmadas, mas o evento promete “atrações nacionais e internacionais ligadas a cinema, games e tecnologia” — e esperamos que uma boa diversidade de paineis e discussões sobre a cultura pop também aconteçam. ;)

A venda de ingressos começou nessa quinta (25), no site oficial, e os valores vão de R$ 45 (meia-entrada, sexta-feira de evento) a R$ 260 (inteira para os três dias de convenção).

LEIA TAMBÉM!
Sobrevivemos à CCXP!

No dia 7 de setembro, aproveitando o feriado, rola a Comic (Con) Floripa lá na capital de Santa Catarina. Já está confirmada a presença do editor Sidney Gusman, editor das Graphic MSP, além de prometerem a presença de 40 quadrinistas “de renome nacional”. Na programação consta que serão três auditórios diferentes.

Apesar de ter a duração de apenas um dia, essa Comic Con lembra muito a de San Diego lá nos primórdios: ela vai acontecer em um hotel (o Castelmar) de uma importante cidade litorânea, além de ser bastante focada em quadrinhos – inclusive, vão celebrar os 100 anos do mestre Jack Kirby, que seriam completados agora em 2017. Os ingressos também estão sendo vendidos no site oficial do evento, com valores entre R$ 40 (meia no primeiro lote) a R$ 140 (inteira na porta do evento).

O CURIOSO nisso tudo, se você reparou, é que nenhum desses eventos se atreveu a usar “comic con” ou “comic-con”, escritos exatamente dessa forma, em seus títulos. Bom, a estratégia ajuda a evitar uma dor de cabeça: ainda se arrasta no INPI aquela decisão sobre o registro dessas duas marcas. Em 2014, o JUDÃO revelou que os organizadores da CCXP pediram o registro da versão sem hífen, enquanto a San Diego Comic Convention, os responsáveis pela versão mais famosa, entraram com um recurso e também pediram o registro de uma das variantes, mas aquela com hífen.

E aí a vítima acabou sendo a pequena Santos Comic Con, que foi obrigada a mudar de nome para Santos Comic Expo. Apesar que, sinceramente, não acredito que o uso de PARENTESES mude muita coisa pro pessoal de Floripa, viu.

O INPI juntou todas essas disputas em uma só análise, que ainda não saiu. Quem se deu bem, até agora, é o pessoal da Reed Exhibitions Alcântara Machado, que efetivamente conseguiu o registro das marcas São Paulo Comic Con e SP Comic Con – um evento que, até hoje, nunca saiu do papel. De qualquer forma, esse é o primeiro evento que pode afirmar que é realmente DONO do título de Comic Con, sem ninguém mais poder contestar — quer dizer, acho que podemos contestar que “Comic Con” é um TIPO de evento, não TÍTULO e não faria lá muito sentido esse tipo de disputa, mas...

E, não que alguém se importe, mas o pessoal da Yamato (que organiza o AnimeFriends) teve o pedido de registro de Brasil Comic Con negado e arquivado de forma definitiva. Bom, com tanto evento regional interessante vindo por aí, não fará falta.