O fim do JUDAO.com.br | Judão

O site que você conhece há quase 18 anos não existe mais

Hoje é dia 01 de Abril, eu sei. E não, o JUDAO.com.br não está encerrando suas atividades nesse domingo de Páscoa, muito menos fazendo algum tipo de piada. É apenas um fato: o JUDAO.com.br, da maneira como você conhece, chegou ao fim.

E existe sim a chance real de que encerremos nossas atividades num futuro breve.

As coisas não estão fáceis pra ninguém. Nunca o JUDAO.com.br foi tão lido em toda sua história, mas as campanhas publicitárias estão desaparecendo (foram duas em 2017, nenhuma em 2018), o Facebook não deixa ninguém sair de lá (o que pode gerar um movimento interessante de retorno de Feeds RSS, mas isso é outra história) e nós dependemos cada dia mais dos nossos leitores, ouvintes e espectadores pra financiar a produção de todo esse conteúdo sobre cultura pop que é bem raro na internet Brasileira.

Hoje em dia praticamente todos os grandes portais e grupos de mídia do Brasil cobram pra que você possa ler seus conteúdos — é o chamado “paywall”, aquele negócio de “jornalismo de qualidade se faz com recursos” ou qualquer coisa assim. O JUDAO.com.br continua produzindo conteúdo de graça pra todos, de forma independente, em diversas mídias, e vai fazer isso pra sempre.

A questão é até quando esse “pra sempre” vai durar.

Estamos há mais de um mês estagnados em nossa campanha no Catarse, por volta dos 40% da nossa terceira meta — sendo que temos CINCO metas. Ela só garante o funcionamento mais básico do site. Isso significa, entre diversas outras coisas, que o JUDAO.com.br não consegue mais manter ninguém 100% dedicado ao site e, ainda pior, acabou perdendo membros da equipe.

Isso significa, também, que deixamos de falar e nos aprofundar em muitas coisas que acontecem na cultura pop, precisando nos focar ou no que é mais fácil, ou no que é mais urgente, seja lá por qual motivo. Não diminuímos a qualidade e o fato de nunca termos sido tão lidos em nossa história prova isso; o problema é que são (cada vez) menos textos lidos. Faça as contas.

Quem assina o JUDAO.com.br, não só pode concorrer a brindes, ou participar do nosso podcast, ou de um grupo exclusivo no Facebook, essas coisas. Quem assina o JUDAO.com.br também ajuda a financiar a criação desses conteúdos e, mais do que isso, permite que pessoas possam viver fazendo esse tipo de trabalho e outras pessoas, com menos condições, tenham acesso a esse conteúdo.

O JUDAO.com.br é feito por pessoas para pessoas.

Se você gosta do que fazemos, costuma compartilhar e comentar, e quer mais, conheça nosso projeto lá no catarse.me/JUDAOcombr e assine a partir de R$10 / mês.

Vamo? :)