O Que Fazemos nas Sombras vai ganhar uma sequência. Um dia. Mas vai. | Judão

E também uma série de TV. E um spin-off.

Antes de dar ao mundo a gloriosa festa que é Thor: Ragnarok, bem como os hilários curta-metragens que anteciparam o lançamento do único filme de Odinson possível, Taika Waititi já vinha fazendo grandessíssimos filmes que você precisa ver – fossem eles de QUALQUER metragem.

Um deles, e talvez o mais apropriado para te levar ALÉM no humor peculiarmente genial do cara, é O Que Fazemos nas Sombrasconsiderado pelo nosso querido Marcos Brolia, “um dos melhores filmes dos últimos anos e QUIÇÁ das melhores comédias lançadas na última década” – realizado em parceria com outro gênio moderno do humor KIWI, Jemaine Clement.

Mais detalhes sobre o filme você pode tirar da nossa resenha, aqui, ou assistindo ao dito cujo, mas o fato é que, PUTAQUEPARIU, eis aqui uma baita duma obra de arte, casamento perfeito entre terror vampiresco, mockumentary e reality show, que ENCAPSULA com perfeição o espírito jocoso e improvisador da direção de Waititi (até o técnico de TI de Sombras virou ator) e que, ao menos num futuro nem tão distante, ganhará uma sequência. :D

Em uma longa (e bastante interessante e divertida) entrevista, concedida ao BUILD Series, o próprio Waititi confirmou a informação, há algum bom tempo ventilada em rumores intermitentes, e ainda ofereceu divertidas informações sobre o foco da nova história – tudo num jeitinho bem Korg de falar: “Basicamente, ele acompanha os lobisomens; grupo dos lobisomens. O filme se chamará We’re Wolves. É um trocadilho – os americanos amam trocadilhos”.

O grupo de lobisomens, no caso, é a gangue rival dos vampiros que protagonizam Sombras, liderada pelo Anton de Rhys Darby (provavelmente um filho bastardo de Michael Caine, porque OLHA ESSE BRÓDER), que ganham um pouco mais de destaque ao final do filme – incluindo algumas piadas geniais com o fato de, bem, eles serem todos CACHORROS HUMANOS – mas, certamente, têm muito mais a mostrar nas mãos de Clement e Waititi.

O problema, pra gente, é que essas mãos trabalham meio lentamente e, segundo o próprio Waititi, não devemos ver We’re Wolves “em no mínimo sete anos”, já que ambos são “notoriamente terríveis escrevendo juntos”. Só O Que Fazemos nas Sombras, ele explicou, levou seis anos pra ficar pronto, já que a colaboração entre os caras, “normalmente acontece por e-mail”, como um vai e volta de “uma linha de diálogo por mês”. Risos de nervoso.

Mas, se você tiver um pouco de pressa pra voltar a esse universo, falando com o Fandango, Taika Waititi afirmou que estão tentando desenvolver uma versão americana de O que Fazemos nas Sombras como série de TV — “Você sabe, se passando aqui nos EUA, mas uma série de TV” — e que um spin-off do filme, protagonizado pelos dois policiais, vai acontecer e a produção deve começar em breve. “A gente tá tentando começar a filmar na Nova Zelândia. Um spin-off seguindo os dois policiais do filme, um mockumentary estilo Arquivo X, que se passa numa cidade pequena da Nova Zelândia, onde eles investigam atividades paranormais”.

Some isso ao plano do cara em alternar filmes de grande orçamento com projetos mais autorais e podemos projetar ao menos outros dois filmes com sua marca entre Thor: Ragnarok e essa aguardada continuação (ou mais, já que só de projetos grandes, ele já tem uma animação para o Netflix sobre o chimpanzé de Michael Jackson (!) e a adaptação duma coisinha chamada Akira, pra Warner). Tudo bem.

Se tem uma coisa que o Deus do Trovão nos mostrou é que quanto mais Taika Waititi, melhor. E se We’re Wolves levar mesmo quase o tempo de duas Copas do Mundo pra ficar pronto, acho que dá pra esperar algo pelo menos no mesmo nível – o que é alto para caralho. :D