O Relógio do Juízo Final da DC conta os segundos na Comic-Con | Judão

Doomsday Clock, o crossover entre o Universo DC e Watchmen, teve mais detalhes revelados – que incluem o Dr. Manhattan manipulando o tempo e a participação de Lex Luthor

Tic-tac, tic-tac. Você está ouvindo? Pois esse é o Relógio do Juízo Final contando os segundos para o encontro de Superman, Mulher-Maravilha, Batman e os outros heróis da DC com os personagens de Watchmen, o que promete explicar muita coisa que rolou nos gibis da editora nos últimos anos. E durante esta quinta-feira (20) de San Diego Comic-Con foram revelados vários detalhes (e as primeiras artes) do evento, chamado Doomsday Clock.

Anunciada em maio passado, a saga tem como objetivo aproximar os quadrinhos do mundo real – inclusive fazendo referência ao Relógio do Apocalipse, que tem importância dentro de Watchmen original e voltou a se aproximar da meia-noite durante o governo Trump.

“Pra ser honesto, Doomsday Clock é um grande desafio, porque são personagens que eu nunca escrevi antes”, disse Geoff Johns no painel dedicado a ele na SDCC. No caso, claro, ele se refere aos personagens de Watchmen, criações de Alan Moore e que chegaram a ser retrabalhados em Antes de Watchmen, mas sem o envolvimento de Johns.

Os desenhos são de Gary Frank, com quem Johns trabalhou em Superman: Origem Secreta e Batman: Terra Um e serão 12 edições (como Watchmen original), o que é um grande volume de trabalho para um artista só, o Johns reconhece que não foi muito BROTHER da parte dele.

“Isso irá acontecer daqui um ano, então quando a última edição sair, o resto do Universo DC irá alcançá-lo e será afetado”, relatou Johns. QUE BOM que ele está pensando em como isso tudo encaixará com o resto da cronologia, algo que não rolou muito bem com a última grande saga dele, Darkseid War. Inclusive, Doomsday Clock acontece depois (e terá seus efeitos) do evento Dark Nights: Metal, de Scott Snyder e Greg Capullo.

Johns também fez uma confirmação importante: é o Dr. Manhattan, de Watchmen, que está por trás dos misteriosos acontecimentos do Universo DC, algo já especulado pelas pistas deixadas, mas que finalmente saiu, de forma oficial, da boca do roteirista. “Se tem um ser por aí que poderia bagunçar com o tempo de uma forma tão radical e desafiar a esperança, esse é o Dr. Manhattan”, explicou o quadrinista, se referindo ao fato de “anos” de cronologia terem sido roubados dos heróis da editora quando rolou o reboot, em 2011. “É a primeira vez que você disse isso oficialmente”, exclamou o editor Dan Didio.

Na prática, os heróis da DC vão representar a esperança – enquanto o Manhattan é a representação daquela força NEGATIVA que desafia tudo, que quer nos tirar a esperança.

“Quando você tem algo grande quanto o Dr. Manhattan, você realmente quer contar uma história [com ele]. Eu quis abraçar isso de uma forma gigante”, contou um empolgado Geoff Johns. Além disso, o Superman – que, na DC, sempre deveria ser a representação máxima da esperança (viu, Zack Snyder?) – será parte integrante disso tudo, o que o teaser que traz a famosa e importante frase “Quem vigia os Vigilantes?” deixa bem claro (mesmo que seja só uma versão de uma capa variante de Justice League #1 :P).

“Há uma grande temática e coisas importantes sobre o que o Universo DC é, o que esses heróis significam para nós, o que o mundo encara atualmente, e o que esses heróis – especificamente na DC – dizem sobre esperança e porque eles falam com você”, continuou Johns. “É sobre isso que é o gibi. É a celebração de tudo isso: é um gibi que compreendente tudo, de Action Comics #1 [com o surgimento do Superman], em 1938, até hoje, e leva ao Universo DC de amanhã com a edição #12 – tipo, literalmente, amanhã. Tem várias coisas que eu estou animado que vocês vejam”.

Por fim, Johns disse que nada disso é um “truque” apenas para vender mais revistas. Ainda assim, ele não revelou muito sobre a real história de Doomsday Clock, além, claro, de sabermos que envolve o fato do Manhattan ter manipulado a cronologia da DC – mas deixou escapar: vai envolver o Lex Luthor frente a frente a um outro “homem inteligente”. Ozymandias, talvez? ;)

Doomsday Clock #1 sai em 22 de Novembro. Serão 12 edições mensais no total, pulando os meses de Março e Agosto de 2018.