Uma Invasão! nas séries do Universo DC | Judão

Crossover dos gibis publicado em 1989 será a grande inspiração, com elementos que se encaixam bastante no contexto das séries

Já temos o motivo para o grande mega huge motherfucker crossover da DC na televisão, que envolverá Arrow, The Flash, Legends of Tomorrow e uma participação da Supergirl: inspirada na saga Invasão!, um dos pontos altos da DC na década de 1980, toda essa galera vai se unir pra enfrentar os Domínions (em inglês, Dominators), uma raça alienígena clássica dos gibis da editora.

Foi numa edição despretensiosa de Adventure Comics onde tudo começou. Pra ser mais exato, a de número 361, de 1967. O roteirista e artista Jim Shooter resolveu levar o Superboy e as coestrelas do gibi, a Legião dos Super-Heróis, para um novo nível. Em pleno século XXX, eles são chamados para proteger os emissários de uma confederação de planetas chamada Dominion, que quer fazer as pazes com a Terra. No meio disso tudo, um antigo líder dos aliens resolve melar o acordo. Apesar da treta ser resolvida, a paz não acontece.

Depois, eles só foram reaparecer em 1978 como parte da saga Guerra Terrestre, escrita por Paul Levitz. Mais uma vez com um plano de paz como MOTE, os Legionários enfrentam os Khúndios, que chegam a sequestrar os emissários dos Domínions. Quando tudo se resolve, a confederação Dominion finalmente entre em paz com os Planetas Unidos.

E foi aí que esses caras começaram a ganhar importância no Universo DC.

Era finalzinho de 1988 quando Invasão! estreou, escrita pela dupla Keith Giffen e Bill Mantlo, além de ser desenhada por Todd McFarlane. Como você sabe, Mantlo e McFarlane são nomes muito ligados à Marvel.

invasao

Em Invasão!, um enorme grupo de raças – formado pelos Khúndios, Thanagarianos (que viviam em uma ditadura fascista naquela época), Gil’Dishpans, Durlans, Daxamitas e outros – é liderado pelos Domínions com um único objetivo: invadir a Terra e deter a ameaça que os meta-humanos daqui representam aos planos deles no resto do universo. Inclusive, os aliens que lideram toda a bagaça recebem um visual incrível, amarelo e cheio de dentes, uma cortesia de McFarlane (em 1967, quando surgiram, eles eram seres azuis e bizarros, parecidos com a visão da ficção científica sobre os alienígenas naquela década)

O ataque começa pela Austrália, com os invasores não só dominando o país, mas também criando uma base por lá. O Superman lidera a primeira força de ataque contra essa Aliança, enfrentando os Daxamitas, que acabam desistindo de seus planos e concordando em ajudar a Terra. O que os Domínions não esperavam é que os Daxamitas têm uma estrutura celular parecida com a dos Kryptonianos, ganhando poderes após algum tempo de exposição ao nosso Sol amarelo. Assim, um grande exército de superseres passa a ajudar os heróis do planeta invadido.

MetageneQuando a vitória parecia certa, um Domínion resolveu agir por conta própria, manipulando o DNA meta-humano e criando uma “bomba genética”, que faz com que qualquer um com esse DNA perca o controle dos poderes, entre em coma e, depois de algum tempo, morra. Só que o plano é reprovado pelos próprios Domínions, que não queriam matar todos os superseres da Terra, mas sim controlá-los para seguirem com seus planos de dominação universal.

No final, Domínions e um grupo de heróis que não foi afetado resolve a treta e os efeitos da bomba genética são revertidos.

No total, foram mais de 30 HQs relacionadas ao conflito, todas publicadas no período de três meses, fazendo o conflito mundial chegar nos contextos de personagens como Homem-Animal, Flash, Nuclear, Monstro do Pântano, Starman, Mulher-Maravilha e vários outros. Além disso, pela primeira vez a DC deu uma explicação em comum para a existência de diversos superseres em seus gibis: eles são meta-humanos, com um metagene responsável por dar esses poderes.

Faz sentido eles invadirem a Terra para controlar a ameaça meta-humana, o que explicaria a união dos heróis e até a vinda da Supergirl de outra dimensão

Na TV, diversos desses elementos devem ser reaproveitados, começando pelo visual dos Domínions, como já disse Marc Guggenheim. “Estamos usando prostéticos de ponta e efeitos de computador para alcançar um visual de filme que seja fiel ao que a Invasão!, a interpretação do artista Todd McFarlane para esses personagens”, comentou o produtor executivo para o Deadline.

Apesar de não sabermos se os aliens vão se juntar com outras raças – apostaria que não –, faz sentido imaginar que eles vão invadir o nosso planeta para controlar a ameaça meta-humana, que surgiram no Arrowverse junto com o Flash. Isso explicaria a união de heróis tão diferentes em um mesmo contexto, e até a viagem para outra dimensão para pedir uma ajuda da Supergirl. Aliás, os próprios Domínions podem vir do universo da Garota de Aço, já que foi dito que alguns elementos do crossover vão começar por lá.

Outro detalhe interessante é que, na época da Invasão! dos gibis, a Tropa dos Lanternas Verdes havia sido desmantelada. Ou seja, os personagens não tiveram tanta importância na saga cósmica, algo que deve se repetir no Arrowverse – no qual eles ainda não foram introduzidos, isso se um dia existirem por lá.

O grande crossover acontece ainda no segundo semestre de 2016, provavelmente envolvendo o 100º episódio de Arrow.