Palafitacon: novas cons e novos olhares para a cultura pop | JUDAO.com.br

Em Santos (SP), uma das cidades com mais tradição em eventos de cultura pop, evento pretende levar a experiência das convenções de filmes, séries, games e quadrinhos à região de menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da região

Todo ano, com objetivos que a gente obviamente sabe quais são, a Amazon aproveita 25 de maio, aka Dia do Orgulho Nerd, para divulgar um tal ranking das cidades mais ~nerds do Brasil. A lista é resultado da compilação de dados de vendas no serviço, nas cidades brasileiras com mais de 100 mil habitantes, de produtos como livros, quadrinhos, brinquedos, jogos e itens de decoração de alguma forma ligados a super-heróis, Star Wars, Game of Thrones, Senhor dos Anéis e demais mega franquias.

E todo ano, sem exceção, a cidade de Santos, no litoral de São Paulo, figura no mínimo entre as OITO primeiras. Na listagem mais atual, divulgada semana passada e que contempla produtos vendidos entre abril de 2018 e abril de 2019, o município ficou em quarto lugar. O posicionamento faz com que a galera local ostente, com orgulho, o título de “uma das cidades mais nerds do Brasil”, à frente de grandes capitais como São Paulo e Rio de Janeiro.

Independente de concordarmos com o uso desta palavra nos dias de hoje ou não, fato é que a terrinha do pão de cará tem uma tradição relacionada não apenas à produção cultural mais pop como também a eventos do gênero: só este ano, já estão confirmados por exemplo a nova edição do Santos Criativa Festival Geek, que vai rolar de 14 a 17 de novembro no Centro Histórico, e o retorno da Santos Comic Expo, evento pioneiro que acontece entre os dias 5 e 6 de outubro no Teatro Municipal Brás Cubas.

Mas... ainda assim, ainda considerando que é importante ver a cultura pop tendo visibilidade fora daqueles grandes centros urbanos de sempre, eventos como estes, por mais que sejam gratuitos, não acabam sendo realizados em regiões muito “centrais”, atraindo quase que praticamente aquela galera de sempre? Não seria interessante aprender a lição da Perifacon e levar esta EXPERIÊNCIA toda para lugares mais democráticos, justamente para quem não tem acesso tradicionalmente?

Ah, seria sim. E é isso que vai acontecer no dia 17 de agosto, das 10h às 18h, na primeira edição da PalafitaCon. Totalmente aberto ao público, o evento rola no Instituto Arte no Dique, na Escola de Arte e Cultura Plínio Marcos (Rua Brigadeiro Faria Lima, 1349, Rádio Clube), que fica na Vila Gilda — estamos falando de uma das áreas com menor Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) da Baixada Santista, na qual mais de 25 mil pessoas vivem sobre palafitas, construções sobre estacas de madeira, à margem do Rio Bugre.

Ajude o JUDAO.com.br continuar desafiando a cultura pop. Assine!
A partir de R$5 por mês.

A ideia partiu do jornalista André Azenha, um dos responsáveis pelo festival de cinema conhecido como Santos Film Fest. A semente foi plantada em agosto do ano passado, quando ele resolveu, em parceria com os organizadores da Santos Comic Expo, dar aos moradores periféricos a chance de ter a sua própria Gibiteca — já que a tradicionalíssima Gibiteca Municipal Marcel Rodrigues Paes, com seu acervo de 20 mil títulos, fica na orla da Praia do Boqueirão, tudo muito lindo, mas distante para a realidade de quem mora em lugares afastados como a Zona Noroeste.

Então, eles arrecadaram mais de 7 mil gibis para a fundação oficial da Gibiteca do Instituto Arte no Dique. E aí o espaço acabou sendo lançado com a participação dos cosplayers do grupo Festa Encantada (que interpreta as princesas Disney) e do fã clube oficial Star Wars Baixada Santista (com seus stormtroopers e tal). Em meio à distribuição gratuita de livros e gibis, ficou clara a recepção que a atividade teve. E agora, que a Gibiteca está aberta para atender centenas de crianças da comunidade, Azenha resolveu dar um passo adicional.

“Em 2018, tivemos um vislumbre da importância em trazermos o mundo geek ao Arte no Dique no lançamento da Gibiteca no 3º Santos Film Fest, quando vivemos uma manhã inteira de atividades com cosplayers, distribuição de gibis, exibição de filme, etc”, explica ele, em comunicado oficial. “Conversamos com membros do universo geek santista e todos se empolgaram com a oportunidade de democratizar ainda mais o acesso a este segmento. Teremos quadrinistas, palestrantes, mesas de RPG, jogos de tabuleiro, cosplays. Todos envolvidos voluntariamente no projeto”. Já Felipe Seguro, produtor cultural do Instituto Arte no Dique, concorda com a importância do evento. “Os jovens poderão ter contato de perto com aquilo que muitas vezes está tão longe, por conta dos valores dos ingressos mais a distância da localidade. Isso foge muito da realidade aqui dos jovens da comunidade, que hoje possuem, por conta dos acessos às informações, a vontade por filmes de heróis, games e apps. Isso é o papo dos jovens, independente da classificação social”.

Algumas atividades já estão confirmadas, como a equipe da Mosh Escola de Arte que vai produzir gratuitamente artes de personagens feitas na hora, enquanto o projeto Contos Lúdicos será responsável pelas mesas de RGP e jogos de tabuleiros, indicados a todas as idades. Já Claudio Roberto Basílio, um dos organizadores da Santos Comic Expo, fará uma palestra sobre representatividade e a importância do Pantera Negra para a cultura pop. E pelo menos uma grande participação especial está confirmada: o grande Alexandre de Maio, que faz o chamado jornalismo em quadrinhos e tem uma carreira intrinsecamente ligada à cultura hip hop, sempre abordando as periferias e a cultura de rua em seus trabalhos.

“Estamos realizando o evento na base das parcerias, amizades e entusiastas do setor. Instituições e empresas interessadas em ajudar com estrutura, equipamento e outros elementos são bem vindas. Nossa ideia é contarmos ainda com a parte de lojas, porém desde que ofereçam produtos e valores bem populares a quem estiver frequentando a PalafitaCon”, destaca Azenha.

Quem estiver no barato de contribuir com mais uma iniciativa bacana, basta entrar em contato pelo e-mail [email protected] ou então pela página www.facebook.com/palafitacon.