Para todos os roteiros que Guillermo Del Toro escreveu e nunca foram produzidos | JUDAO.com.br

Diretor ganhador do Oscar usou seu twitter pra compartilhar uma lista IMPRESSIONANTE de roteiros escritos (e finalizados) que nunca saíram do papel

Ninguém pode negar que poucos amam tanto o cinema como Guillermo del Toro — uma prova disso é sua fantástica coleção de memorabilia de filmes guardadas em um local chamado de Bleak House. Contando com 700 (SETECENTAS!) peças, a coleção foi recentemente ameaçada pelos incêndios florestais que assolaram a Califórnia. Felizmente, Del Toro conseguiu salvar todas as peças antes que elas virassem cinzas.

É fantástico ver alguém tão apaixonado pelo seu trabalho, principalmente com tanto talento e vontade de contar histórias inovadoras. Alguém tão aficionado pelo seu trabalho deveria ter trânsito aberto em qualquer estúdio de Hollywood e até mesmo nas distribuidoras pequenas e independentes – que provavelmente o valorizam muito mais, mesmo sem tanta grana para oferecer. Quem não quer lançar um filme como A Forma da Água ou Labirinto do Fauno, certo?

Errado.

Recentemente, Del Toro publicou uma série de tweets com uma lista enorme de projetos escritos, mas nunca produzidos. A lista é fantástica e muito diversificada, mostrando que a paixão do diretor vai além das criaturas: The Witches, Liga da Justiça Sombria, A Bela e a Fera, Nas Montanhas da Loucura, Fantastic Voyage, O Conde de Monte Cristo, Mephisto’s Bridge, Círculo de Fogo 2, um projeto secreto sem nome, um piloto de uma série do Hulk, Superstitious, Nightmare Alley – remake do filme noir O Beco das Almas Perdidas, de 1947 -, Haunted Mansion, The Buried Giant, The Coffin, Drood, List of 7 – co-escrito com Mark Frost – e Wind of the Willows.

Essas histórias não são simplesmente desejos do diretor ou bons projetos para fazer, mas que não aconteceram por qualquer motivo. TODOS são roteiros PRONTOS para serem filmados, mas que, por motivos diferentes, nunca saíram do papel.

Em alguns casos, nunca veremos esses projetos da forma como foram escritos por Del Toro. Círculo de Fogo 2 é um ótimo exemplo disso, já que o próprio diretor afirmou que seu roteiro era muito diferente do lançado — e provavelmente muito melhor; outros projetos acabaram saindo das mãos do diretor, como no caso de The Witches, que ainda conta com a produção de Del Toro, mas está sendo escrito e dirigido por Robert Zemeckis.

Ajude o JUDAO.com.br continuar desafiando a cultura pop. Assine!
A partir de R$5 por mês.

Outro filme em que seu papel mudou bastante, quando Del Toro deixou a produção, foi Liga da Justiça Sombria, onde agora aparece listado como produtor executivo. Já A Bela e a Fera, originalmente uma produção da Warner Bros., acabou sendo concluído com outro roteiro na Disney e se tornou um live action da animação de 1991. Nesse caso, o diretor desistiu de dirigir o projeto porque se envolveu em outros compromissos.

Mas o caso de Nas Montanhas da Loucura, baseado no livro de H. P. Lovecraft, é o mais triste, porque Del Toro passou vários anos trabalhando na produção, incluindo a exploração de locais e a criação dos desenhos das criaturas. O filme chegou muito próximo de ser filmado mas, segundo o diretor, o estúdio acabou ficando com medo de financiar um filme tão caro que receberia classificação adulta. Em resumo, o dinheiro – ou a falta dele – falou mais alto.

Atualmente, o diretor mexicano está produzindo uma versão revisionista em stop-motion de Pinocchio e uma antologia de horror pro Netflix. Segundo Del Toro, da lista divulgada por ele, apenas Buried Giant, Nightmare Alley e Fantastic Voyage permanecem vivos nesse momento.

É extremamente triste e decepcionante pensar em todas essas oportunidades perdidas em uma década de muito trabalho do diretor. Depois de tantos anos apresentando histórias narrativamente envolventes e visualmente inovadoras, Del Toro ainda não provou que ele é alguém capaz de influenciar o cinema? Seus admiradores não mostraram que ele é capaz de arrecadar em bilheteria? Como alguém tão talentoso e apaixonado pelo que faz simplesmente não consegue fazer seus próprios projetos?

Claro, não existe uma garantia que todos esses filmes seriam espetaculares como A Forma da Água, por exemplo, mas é muito triste pensar que alguém tão criativo e talentoso como Guillermo del Toro perdeu a chance de produzir histórias tão interessantes quanto essas.

Del Toro, Hollywood não te merece.