Quanto mais sororidade, melhor | JUDAO.com.br

A iniciativa Shetority é uma adição bonita e importante aos projetos de empoderamento feminino. E ainda é criado por um time de SUPER mulheres: as do Arrowverse! :D

Nós vivemos em um mundo que cresceu e se desenvolveu colocando homens brancos como um ser superior. Isso significa que, entre outras coisas, mulheres — especialmente as não brancas — precisam lutar muito pra que consigam progredir, se expressar, viver dignamente, enfim. MAS, quando nos juntamos, formamos uma rede de apoio que é, além de muito legal, BEM necessária.

As atrizes Caity Lotz, que é a Canário Branco em Legends of Tomorrow, e Candice Patton, que interpreta Iris West em The Flash, perceberam que trocar experiências e ouvir as histórias de outras meninas e mulheres que as admiravam era algo não só prazeroso, mas também empoderador. E que isso poderia ser algo maior.

Durante as gravações dos episódios de crossover do Arrowverse chamados de Invasion!, em 2017, elas se reuniram para exibir suas ideias e conversar com outras colegas sobre essa vontade de aumentar conexões. “Mas quais colegas?”, você se pergunta. SEGURA ESSE TIME: Katie Cassidy, Juliana Harkavy e Emily Bett Richards, de Arrow; Melissa Benoist e Chyler Leigh, de Supergirl; Danielle Panabaker de The Flash; Maisie Richardson-Sellers e Tala Ashe de Legends of Tomorrow são as minas que entraram pro papo e, juntas, idealizaram o projeto Shetority. :D

Ajude o JUDAO.com.br continuar desafiando a cultura pop. Assine!
A partir de R$5 por mês.

“A ideia por trás disso que criamos é de, simplesmente, empoderar mulheres. Ter autoridade sobre o seu ser feminino. Queríamos fazer um espaço para, especialmente meninas mais novas, compartilharem suas experiências e se conectarem”, disse Lotz ao Mary Sue. E é bem por aí mesmo: elas começaram com uma conta no Instagram no ano passado e acabaram de lançar o Shethority.com, com vários artigos sobre coisas como superação, identidade, feminilidade e vários outros tópicos. Você mesma pode mandar seu próprio texto, ver vídeos e até comprar algumas camisetas, bolsas e bonés que têm parte de sua renda revertida para instituições como a GirlForward, que acolhe e dá assistência para refugiadas que precisam de uma nova vida.

E, como diz a descrição do site, TODAS são bem-vindas: “trans, genderqueer, não-binárias e todas que se identificam como seres femininos.”

Além da Shetority, recentemente vimos iniciativas como #DreamBigPrincess que têm como objetivo a criação de um espaço criativo respeitoso e seguro para que possamos CRIAR mais e MAIS unidas. E é como diz aquela frase famosa: “As mulheres são como as águas: crescem quando se juntam”. <3