Sonha alto, princesa! | Judão

Disney lança projeto de capacitação e incentivo para novas profissionais do audiovisual

Quando a gente fala sobre minorias ocupando espaços e cargos importantes, precisamos discutir também sobre as MANEIRAS de fazer com que isso aconteça. Porque depois de TANTO tempo vivendo em uma sociedade que se esforça pra marginalizar e privar de conhecimento certos grupos de indivíduos (negros, mulheres, pessoas de baixa renda, população LGBTQ+ e por aí vai), conseguir capacitá-los para que REALMENTE consigam conquistar sua voz é imprescindível.

Vejamos, por exemplo, como andam as coisas na terra do Mickey Mouse. Nos últimos meses, acompanhamos a queda do figurão e diretor de criação da Disney, Pixar e DisneyToon Studios, John Lasseter, após ter sido acusado de assédio sexual. Com isso, rolou uma espécie de ~dança das cadeiras entre os cargos lá e o que era até então ocupado por Lasseter foi dividido em dois: enquanto Pete Docter ficou à frente da Pixar, quem sentou na cadeira máxima da Walt Disney Animation Studios foi Jennifer Lee, diretora do megasucesso Frozen e roteirista de Zootopia e Detona Ralph.

E qual é o resultado de se ter uma mulher em uma posição tão poderosa? A chance de se ter MAIS mulheres trabalhando ali! :D

Hoje em dia praticamente todos os grandes portais e grupos de mídia do Brasil cobram pra que você possa ler seus conteúdos. O JUDAO.com.br continua produzindo conteúdo de graça pra todos, de forma independente, em diversas mídias, e vai fazer isso pra sempre. Mas não tá fácil pra ninguém.

Nunca o JUDAO.com.br foi tão lido em toda sua história, mas anúncios estão desaparecendo, o Facebook não deixa ninguém sair de lá e nós dependemos cada dia mais dos nossos leitores, ouvintes e espectadores pra financiar a produção de todo esse conteúdo sobre cultura pop que é bem raro na internet Brasileira. Se todo mundo que gosta, compartilha e/ou comenta contribuir, o nosso futuro estará garantido. Vamo?

Conheça nosso projeto e assine a partir de R$10 / mês. :)

Na Disney, existe um projeto chamado #SouPrincesaSouReal (#DeamBigPrincess), que é um programa para evidenciar histórias e o protagonismo de mulheres. No ano passado, rolou uma exposição do trabalho de várias fotógrafas ao redor do mundo e, como parte da ação, cada curtida e compartilhamento gerava um dólar de doação para a Fundação Girl Up (com o mínimo de 500 mil e limite de 1 Milhão de dólares), instituição que atua com aconselhamento, palestras e outras ações de incentivo ao empoderamento de meninas. O valor limite foi atingido em cinco dias. E neste ano vai rolar algo AINDA mais interessante!

Jennifer resolveu encontrar 21 profissionais de audiovisual de 13 países diferentes — INCLUINDO O BRASIL, representado por Alyssa Schiavon Gandini, de 22 anos — que estivessem no início suas carreiras no mundo da animação. A ideia é que elas desenvolvam e trabalhem juntas em uma série de curtas-metragem sobre figuras femininas que sejam inspiradoras — e tudo vai ser gravado com a câmera do iPhone X e, depois, exibido nas redes da Disney!

As participantes do projeto: Alyssa é aquela de jardineira branca e camisa vinho, a segunda sentada da direita pra esquerda! :D

No vídeo de lançamento da novidade, Lee afirma que “seja com narrativas sobre princesas, super-heroínas ou exemplos da vida real, nós temos a capacidade de inspirar crianças a seguirem seus sonhos”. Segundo a Variety, as participantes também vão conhecer veteranos da empresa, participar de oficinas criativas, aprender com especialistas da Apple sobre funcionamento de equipamentos e terão aulas com as profissionais da produtora de vídeos parceira da Disney, a Summerjax. Ah, e o esquema de doações para o Girl Up ainda continua! <3

Isso tudo é muito bom, especialmente para dar uma experiência muito rica para essas novas profissionais. Maaas... é preciso também ir além. Capacitar mulheres é algo MUITO importante, mas precisamos de mais, muito mais diversidade em produções grandes de verdade.

Na PRÓPRIA Disney, inclusive. Que essa nova iniciativa traga DE VERDADE mais mulheres para um lugar de grandes produções e igual exposição. Já passou da hora, né? ;)