Steve Rogers volta a ser o Capitão América | Judão

O Universo Marvel terá DOIS Capitães América, tudo em preparação pra Civil War II

O ano de 2016 é importante para o Capitão América. Afinal, estamos comemorando 75 anos da primeira aparição do personagem, Captain America Comics #1 – e ainda tem a estreia de Capitão América: Guerra Civil, o terceiro filme do herói, nos cinemas. Tão importante que parecia quase certo que Steve Rogers, em algum momento, voltaria a vestir as estrelas e as listras nos quadrinhos. E é exatamente isso que vai acontecer em breve, como foi divulgado em primeira mão pela Marvel no finalzinho especial de 75 anos do personagem, exibido pela ABC na noite desta terça (19).

Se você acompanha o JUDÃO, já sabe que, há um pouco mais de um ano, Steve deixou de ser o Bandeiroso depois que o Prego de Ferro arrancou o soro do Super-Soldado do seu corpo – o que fez com que ele envelhecesse rapidamente, com o corpo próximo da idade real do personagem. Sem ter muito o que fazer, Steve desistiu do posto de Capitão América e entregou o uniforme e o escudo para Sam Wilson, o bom e velho parceiro Falcão.

De lá pra cá, Sam se tornou o primeiro Capitão América negro da Marvel e se envolveu em histórias mais tradicionais, enfrentando a Hydra, ou até indo contra organizações que incitam o ódio étnico. Uma boa fase, mas será que ela vai acabar? Não, não vai. Com o retorno anunciado ontem, vamos ter agora DOIS Capitães América, da mesma forma que já temos DOIS Homens-Aranha.

Não foi colocada uma data exata pro retorno do Steve, mas é de se esperar que a nova revista mensal Captain America: Steve Rogers #1 seja a misteriosa HQ do personagem anteriormente anunciada para o Free Comic Book Day, que rola em 7 de maio – que é o dia seguinte da estreia de Guerra Civil nos cinemas. O roteiro será de Nick Spencer, que já assina Captain America: Sam Wilson, e a arte ficará com Jesus Saiz.

CaptainAmerica_SteveRogers-Cov001

Em entrevista ao Marvel.com, Spencer já deixou claro que esse retorno do Steve Rogers ao manto de Capitão América tem relação com a já anunciado crossover Avengers: Standoff, anunciado anteriormente como parte das comemorações dos 75 anos do personagem e que provavelmente abrirá caminho para Civil War II nos gibis. “Sem dar muito spoiler de Standoff tão cedo assim, algo acontece pra restaurar Steve ao seu vigor, o que obviamente vai ter um grande impacto na sua missão e sua posição dentro do Universo Marvel”, conta o roteirista. Standoff está programada pra começar em março.

A grande preocupação de Steve Rogers será o retorno da Hydra que, como você sabe, nunca acaba. “O país está tão dividido como jamais foi, e o Steve é único, ele é uma figura unificadora, alguém para nós admirarmos, alguém no qual podemos botar a nossa fé. Não é nenhum segredo que o Universo Marvel está prestes a entrar num período de grave conflito em Civil War II, que já está surgindo no horizonte, e parece um momento perfeito pra trazer o Steve de volta pro melhor de sua forma”, comenta Spencer. Muita coisa pra acontecer, mas ao menos Steve contará com a Sharon Carter ao lado dele. Enquanto isso, Sam Wilson vai seguir na mesma pegada que tem agora. “Sam vai continuar lutando as batalhas que ninguém mais se aproxima”.

Como você já percebeu, Steve Rogers terá um uniforme totalmente novo agora em 2016, criado pelo artista Daniel Acuña. “É muito moderno e, ao mesmo tempo, perfeitamente identificável com o Capitão América logo de cara. Tem todos os elementos clássicos que você espera encontrar no uniforme do personagem, mas atualizado de forma muito inteligente”, relata Saiz.

A parte que chama mais a atenção é o escudo. Sai de cena o clássico redondo (que, aliás, continuará a ser usado pelo Sam Wilson) e chega um modelo novo, inspirado no visual do primeiro escudo do personagem, meio que triangular. Mas a mudança não é só essa. “Esse aqui tem duas inovações principais: sua ponta possui uma ‘lâmina de energia’, então o Capitão pode cortar as coisas, e o escudo pode ser dividido em duas partes, uma em cada braço. As duas modificações nos ajudarão a ver um conjunto complemente diferente de movimentos para o Capitão América, que nunca vimos o Steve usar antes, em termos de combate corpo-a-corpo”, explica o artista.

Jesus Saiz completa: “Eu sei que mudanças no design do uniforme de um personagem clássico é sempre algo controverso entre os fãs, mas eu estou convencido que todos vão amar o trabalho do Dan”.

Independente do visual novo, Steve Rogers continuará lutando ao lado dos Uncanny Avengers e, com toda a certeza, 2016 será um ano agitado pra ele. Resta saber, agora, se ele ficará do lado vencedor ou entre os derrotados nessa nova Guerra Civil... Seja nos quadrinhos, seja nos cinemas. ;)