The Inhumans e o futuro do tal universo coeso da Marvel | Judão

Era um filme, agora é uma série, mas vai estrear no cinema… A treta entre Kevin Feige e Ike Perlmutter, aparentemente, atingiu um novo nível.

O último round da treta entre Kevin Feige e Ike Perlmutter — ou, se não tiver ligando o nome às pessoas, entre a Marvel Studios e a Marvel Entertainment — acabou na noite nessa segunda-feira, 14 de Novembro. Do mais profundo nada, a Marvel Television, em conjunto com a ABC e a IMAX, anunciou uma série dos Inumanos, que deverá estrear em Setembro do ano que vem... Nos cinemas.

A ideia, de acordo com o comunicado oficial, é exibir os dois primeiros episódios da série, durante duas semanas, em cinemas IMAX de todo o mundo (ainda não sabemos se o Brasil faz parte do mundo, nesse caso). Na sequência, em algum momento durante o OUTONO, a ABC exibiria os episódios normalmente, um por semana, na sua TV e/ou monitor.

Os dois primeiros episódios serão filmados totalmente em câmeras IMAX, que também vai ajudar a financiar a brincadeira, o que é algo gigantesco (sem trocadilho). É uma tecnologia EXTREMAMENTE cara e, pra funcionar tão bem numa tela dessas (eu sei, se você mora no Brasil talvez “uma tela dessas” não seja exatamente digna de nota), exigirá uma qualidade um pouco diferente da que estamos acostumados em séries de TV aberta.

De acordo com o comunicado oficial, Marvel’s The Inhumans vai contar a “história não contada” do Raio Negro e da Família Real. Nos quadrinhos, Blackagar Boltagon é originalmente filho de dois dos maiores geneticistas do Grande Refúgio de Attilan. Submetido à Névoa Terrígena quando ainda estava na barriga da mãe, demonstrou logo ao nascer poderes estranhos até mesmo para os Inumanos, ao disparar poderosas e altamente destruidoras rajadas sônicas apenas com o som de sua voz (portanto, ele passa a maior parte do tempo calado).

Mantido no confinamento de uma câmara especial à prova de som por grande parte da infância e adolescência, foi libertado a tempo de impedir que o irmão Maximus fizesse um pacto com um emissário dos krees, traindo sua raça. Aos 20 anos de idade, Raio Negro aceita, ainda que de maneira relutante, assumir o trono de Attilan. Graças a ele, a base dos Inumanos se muda das montanhas tibetanas para a chamada Zona Azul da Lua, onde se manteriam em segurança sem a presença dos humanos.

Marvel’s The Inhumans vai contar a “história não contada” do Raio Negro e da Família Real

A trajetória da Família Real tem um bocado de Game of Thrones aí, passando não apenas pelas muitas ameaças do usurpador Maximus (que acaba enlouquecendo no meio do caminho), mas também por ataques de renegados humanos, revoltas da classe trabalhadora, a destruição e reconstrução de Attilan e até mesmo a revelação da existência dos Inumanos para a humanidade. Isso sem contar o pacto profano que ele faria com os chamados Illuminati terrestres, o que inclui nomes como Homem de Ferro, Pantera Negra, Namor e Senhor Fantástico, para salvar o universo das chamadas “incursões”.

A primeira crise de Raio Negro no trono aconteceu, no entanto, quando sua esposa Medusa ficou grávida de uma criança, desafiando os desígnios do chamado Conselho de Genética, que considerava a linhagem do rei muito “perigosa” de ser passada adiante. Obviamente que o homem da voz de trovão se revoltaria contra a decisão, eventualmente abandonando Attilan em nome de sua família.

Recentemente, o Raio Negro descobriu ainda que os krees realizaram experimentos em outros lugares do universo, gerando diversas colônias de diferentes Inumanos em lugares fora da Terra.

Família Real

Família Real

Se você resolveu desistir de Agents of SHIELD em algum momento antes da quarta temporada, eu juro, não te culpo. Eu acho que assisto mais pra acompanhar o MCU inteiro do que por razões como “essa série é boa” — ou, pelo menos, eu achava que assistia à série por isso, já que, olha só que surpresa, a quarta temporada de Agents of SHIELD está REALMENTE boa.

Em seis episódios até agora, a série fez seu papel de TRAMPOLIM para o Universo Mágico da Marvel (melhor até do que o Doutor Estranho, que o fez mais visualmente), mas se aprofundou de maneira MUITO interessante na questão dos Inumanos, com o novo diretor da SHIELD sendo um deles, com a Daisy escolhendo lutar pelos seus iguais, com os Watchdogs de fato funcionando como uma organização anti-Inumana.

Será que o surgimento de Marvel’s The Inhumans pode significar o fim de Agents of SHIELD?

Não dá pra dizer que a série fará falta, especialmente com todo o CLIMÃO entre a Marvel Studios e a Marvel Television. Ao mesmo tempo, talvez esse seja o AUGE da série, em termos de conteúdo, e continuar a partir daqui nesse nível, seja impossível. E se você somar isso aos boatos de uma série do Motoqueiro/Motorista Fantasma...

De acordo com o Hollywood Reporter, porém, seriam OITO episódios na primeira temporada e a série dos Inumanos não seria um spinoff de Agents of SHIELD.

Oito episódios, numa série do FALL SEASON, é bem pouco. É o equivalente a uma série cancelada, ou uma série de MID SEASON, como foi Agent Carter. E não sendo um spinoff, será que estamos falando de uma coisa completamente diferente, que se passa em um outro momento do universo, tal qual Agent Carter, não tendo nenhum real impacto com o que vemos nos cinemas e TV atualmente?

Não tem muito tempo, Kevin Feige afirmou que, sim, o filme dos Inumanos iria acontecer eventualmente; o Hollywood Reporter informa também que a série não terá a mesma história do tal do filme. E se a Marvel estiver pensando em dar uma DCzada, acabando de uma vez com o tal do universo coeso, deixando isso só pros filmes — mais ou menos como já acontece hoje? Série e filme dos Inumanos, múltiplos universos? Aprendemos que isso é possível no filme do Doutor Estranho, não?

Agents of SHIELD retorna somente no próximo dia 29 e acredito que as primeiras respostas a essas perguntas serão dadas por lá. Estaremos ligadinhos...