Uma palavra sobre o trailer de Suspiria: EITA. | Judão

Teaser do filme dirigido por Luca Guadagnino, de Me Chame pelo seu Nome, é no mínimo IMPACTANTE

Quando o diretor italiano Luca Guadagnino anunciou que estava trabalhando em uma refilmagem de Suspiria, rolou um certo espanto, porque o diretor ainda estava envolvido com a adaptação de Me Chame pelo seu Nome. Leia-se: são materiais COMPLETAMENTE diferentes.

A produção original foi dirigida pelo italiano Dario Argento em 1977 e faz parte de uma trilogia chamada “As Três Mães”, sobre três bruxas antigas que residem em três cidades modernas diferentes. O segundo filme dessa trilogia foi Inferno, de 1980, e o terceiro O Retorno da Maldição – A Mãe das Lágrimas, lançado em 2007.

O clássico cult de terror é um dos ícones de um subgênero chamado giallo, criado na Itália, ganhando ramificações pelo mundo. Enquanto o giallo tradicional geralmente envolve thrillers de ficção criminal, mistério e terror, fora do país muitas vezes contém slasher, thriller e terror psicológico, terror sobrenatural e em alguns casos sexploitation.

A produção original não é para os mais sensíveis à imagens mais gráficas – vulgo sangue, gore e CENAS ANGUSTIANTES – e pelo visto a refilmagem, dirigida pelo também italiano Luca Guadagnino que estreia no fim desse ano, seguirá esse caminho. Apesar desse primeiro teaser não mostrar muita coisa, ele cria um clima bastante tenso e dá a entender que essa versão explora uma vertente mais focada no terror psicológico e sobrenatural.

Na CinemaCon deste ano, a Amazon Studios (que parece ter bastante fé nessa produção, já que o filme entrará em cartaz nos EUA em 2 de novembro, bem no início da temporada de premiações) exibiu uma cena estendida MUITO sinistra durante um almoço. Na sequência, a personagem de Dakota Johnson dança para sua professora, vivida por Tilda Swinton. Cada passo e pirueta se transformam em dilacerações em outra mulher que está dançando a mesma sequência em outra sala. O resultado dessa dança macabra são ossos quebrados, urina e sangue pra caramba. Segundo um jornalista da Variety, a cena é intensa, para dizer no mínimo.

Provavelmente a salada de quinoa e a torta de chocolate branco que foram servidas nesse almoço não caíram muito bem. :P

Ainda na CinemaCon, Bob Berney, o diretor de marketing e Distribuição da Amazon Studios, revelou aos donos de cinema que este será o “ano mais ambicioso da Amazon” e financiar um remake de um clássico é REALMENTE ambicioso e, mais do que isso, o projeto dos sonhos do diretor, de acordo com o THR.

Conhecendo a carreira de Guadagnino, podemos esperar uma refilmagem muito respeitosa, mas também com a identidade cinematográfica do diretor. Mesmo com todas as cenas grotescas, a versão original de Argento é visualmente muito bonita e as cores são SUPER vivas, principalmente o vermelho que é constante. O visual de Guadagnino é bem mais sóbrio e tem um tom bem menos elétrico, mas não menos assustador.

Suspiria acompanha a história de uma nova bailarina (Dakota Johnson) que ingressa em uma academia de dança dirigida por uma renomada professora (Tilda Swinton) em que algum grande mal reside. O elenco ainda conta com Chloe Grace Moretz, Mia Goth, Lutz Ebersdorf e Jessica Harper, e ainda não há data de estreia prevista aqui no Brasil.