A TV como conhecemos agora perdeu Ryan Murphy para o Netflix | Judão

Depois de Shonda Rhimes, serviço de streaming vai pagar US$ 300 Milhões por cinco anos de exclusividade com o criador de Nip/Tuck, Glee, American Horror Story e tantas outras séries

Com um contratinho pequeno, barato, de nada muito além de US$ 300 Milhões por cinco de anos de exclusividade, o Netflix tirou Ryan Murphy, criador de Nip/Tuck, Glee, American Horror Story, American Crime Story, Feud e outros, da Fox — alguns meses depois de, por US$ 100 Milhões, tirar Shonda Rhimes da Disney.

O significado disso pode parecer meio preocupante para a TV linear, já que os maiores criadores / produtores de séries da atualidade trabalharão apenas e tão somente para um serviço de streaming, que mostra maaaais uma vez que não tá pra brincadeira com a ideia de se tornar um Canal de Televisão 2.0 — esqueça esse lance de lugar onde você assiste a filmes e tal. É também, mas tanto quanto a Globo ou qualquer coisa assim. A diferença é que é on demand.

Enquanto pro Netflix, as contratações representam muito mais uma afirmação de poder nesse jogo do que qualquer outra coisa, a vantagem, se é que podemos chamar assim, é que isso abre espaço para novas pessoas, talentos e, obviamente, ideias na TV aberta. Arriscado? Pra caralho. Uma rede de televisão aberta, como a Fox e a ABC, produzir, lançar e manter obras de pessoas desconhecidas é muito mais complicado, já que depende dos números da audiência pra sobreviver acima de qualquer coisa.

É diferente de uma TV fechada e, especialmente, o serviço de streaming que pode se dedicar mais ao conteúdo de fato, já que o dinheiro é garantido por outras maneiras. Sabe quando a gente pede pra você ir lá no Catarse.me/JUDAOcombr pra assinar o nosso projeto e ajudar a manter o JUDAO.com.br no ar? A ideia é parecida. A gente prefere se dedicar ao conteúdo, ao leitor que nos acompanha, do que fazer aquela coisa mais de MASSA, que tanta gente faz por aí, rápida e sem lá muito cuidado.

Ainda não há nenhuma produção fechada, mas o contrato de Ryan Murphy deve começar a valer em Julho. Muito provavelmente em 2019 começam as novidades. Até lá, a gente aguarda. :)