Valiant quer ser uma terceira via nas adaptações de HQ | Judão

Editora tem um contrato de cinco filmes com a Sony, mas seu primeiro ataque fora das páginas será com a série live-action de Ninjak

Depois de receber um SUBSTANCIAL APORTE de investimentos da DMG Entertainment – aquela mesma que co-produziu Homem de Ferro 3 e distribuiu o filme na China junto com a Marvel – para desenvolver suas propriedades para o cinema e para a TV, a Valiant Comics se transformou de vez em Valiant Entertainment. E, da mesma forma que a Casa das Ideias e a DC Comics, está empenhadíssima em levar os seus próprios super-heróis para outras mídias, abocanhando um pouco deste interesse do público por produções adaptadas das HQs.

Tudo bem que, se a gente for pensar apenas nos gibis, a Valiant aparece apenas como a OITAVA editora em termos de market share de unidades vendidas no mercado americano, de acordo com os números mais recentes. Mas por mais que não tenham um Superman ou Homem-Aranha em mãos, estão planejando voos bastante ambiciosos, com o primeiro deles deve rolar não na telona, mas sim na telinha.

No próximo dia 8 de Outubro, em seu painel na New York Comic Con, a Valiant prometeu anunciar todos os detalhes e ainda mostrar vídeos de Ninjak, série live-action que eles tão produzindo e que é obviamente inspirada em Colin King, playboy milionário que na verdade é um operativo da inteligência britânica, especialista em armas e assassino exemplar. Tipo uma versão ninja do Batman misturado talvez com Kingsman, saca? ;)

Ninjak terá Michael Rowe, Derek Theler ninguém menos do que Jason David Frank no seu elenco. Sim, o Ranger Verde!

O personagem, que apareceu pela primeira vez em Bloodshot #6 (1993), criação da dupla Mark Moretti e Joe Quesada, reapareceu como um vilão no gibi do X-O Manowar, em 2012, dentro do relançamento do universo da editora. Crescendo em popularidade, logo ele ganharia um gibi próprio que dura até hoje, com um time criativo formado por Matt Kindt (roteiro), Clay Mann e Butch Guice (desenhistas).

Ninjak é uma parceria da Valiant Entertainment com a produtora Bat in the Sun Productions, responsável pela popular série de vídeos Super Power Beat Down, nos quais eles colocam dois personagens conhecidos da cultura pop para cair na porrada (um dos vídeos que mais viralizou foi a pancadaria entre o Homem-Aranha e Darth Maul). A dupla Aaron e Sean Schoenke cuida da direção e, no elenco, estão confirmados Michael Rowe (que foi o Pistoleiro do Esquadrão Suicida em Arrow e que, segundo especulações, deve ser o próprio Ninjak), Derek Theler (que fez um monte de filmes B antes de cair na série Baby Daddy, do canal ABC) e ninguém menos do que Jason David Frank – que é o FUCKING POWER RANGER VERDE original. :D

A cantora australiana Chantelle Barry, no entanto, pode ter estragado parte da surpresa com suas postagens no INSTA, não só sugerindo que estará na série no papel de uma vilã como mostrando um certo “teste de cabelo” com madeixas vermelhas. Leitores fiéis das HQs do Ninjak sacaram de imediato que ela ficou bem parecida com Roku, uma das mais cruéis inimigas do herói. Além de lutar pra caralho, a mina tem poderes mentais que fazem com que ela consiga interferir telepaticamente nas habilidades de luta de seus oponentes. A capacidade de controle que ela tem talvez justifique os boatos sobre o tema da produção, que seria “Ninjak luta com outros heróis”. Pode fazer sentido.

Primeira (e única) imagem da série liberada até agora

Primeira (e única) imagem da série liberada até agora

No ano passado, pouco depois de tornar-se Valiant Entertainment, a empresa fechou um acordo de CINCO filmes com a Sony Pictures. A ideia é começar com Bloodshot, um soldado trazido do mundo dos mortos por uma agência secreta do governo e que se torna uma máquina de matar sem memória. Com estreia prometida pra 2017, o filme seria dirigido por David Leitch e Chad Stahelski (responsáveis por De Volta ao Jogo), com roteiro de Jeff Wadlow (Kick-Ass 2) e Eric Heisserer (Quando as Luzes se Apagam).

Heisserer também cuidaria do roteiro de Harbinger, a equipe de jovens seres superpoderosos tipo X-Men em fuga da Harbinger Foundation, organização comandada pelo misterioso filantropo Toyo Harada. Sting tem poderes mentais, Zephyr pode voar, Flamingo controla as chamas, Torque é fortão... O pacote completo, em resumo. Tanto Bloodshot quanto Harbinger teriam dois filmes cada um, para então culminar num crossover que replique Harbinger Wars, o encontro entre eles que se tornou uma imensa saga nas páginas da Valiant em 2013.

Além destes dois filmes, a companhia já anunciou o início dos trabalhos para outras propriedades, como a comédia de ação Archer & Armstrong e o thriller sobrenatural Shadowman, ambos sem grandes novidades anunciadas até o momento.