Vingadores: Guerra Infinita quase não teve cena pós-créditos | Judão

Não só não teve AQUELA. Quase não teve NENHUMA, mesmo.

Além das cenas pós-créditos (que em algum momento foram também “durante-créditos”, ainda que continuassem sendo chamada de “pós”), uma grande tradição dos filmes da Marvel Studios está, bem, nos créditos em si. Aquele momento, depois que o filme acaba, em que aparecem os nomes dos atores, produtores, diretores e o título, antes das letrinhas começarem a subir, sabe? Sempre é algum tipo de arte impressionantemente bonita, quase um videoclipe que, olha, eu talvez pagasse uns dois reais pra assistir sozinho numa sessão exclusiva.

A única vez em que essas duas tradições foram quebradas, ao mesmo tempo, foi com O Incrível Hulk, filme que a cada dia que passa se torna mais uma “ovelha negra” do Universo Cinematográfico da Marvel. Além de não ter cena pós-créditos (a que poderíamos considerar como tal é a última coisa que aparece no filme, então não vale), tem esse “videoclipe” com os créditos principais no INÍCIO do filme, servindo pra contar a origem do Hulk e evitando que a gente precisasse voltar pro acidente com raios gamma, isso e aquilo.

Os filmes estão todos (ou quase todos) no Netflix, então você só precisa ir lá e dar uma adiantada pra ver cada um, mas aproveito que tou aqui e a existência do YouTube pra deixar os créditos finais do primeiro filme d’Os Vingadores e de Pantera Negra, pra você refrescar a memória.

Hoje em dia praticamente todos os grandes portais e grupos de mídia do Brasil cobram pra que você possa ler seus conteúdos. O JUDAO.com.br continua produzindo conteúdo de graça pra todos, de forma independente, em diversas mídias, e vai fazer isso pra sempre. Mas não tá fácil pra ninguém.

Nunca o JUDAO.com.br foi tão lido em toda sua história, mas anúncios estão desaparecendo, o Facebook não deixa ninguém sair de lá e nós dependemos cada dia mais dos nossos leitores, ouvintes e espectadores pra financiar a produção de todo esse conteúdo sobre cultura pop que é bem raro na internet Brasileira. Se todo mundo que gosta, compartilha e/ou comenta contribuir, o nosso futuro estará garantido. Vamo?

Conheça nosso projeto e assine a partir de R$10 / mês. :)

Talvez você nem tenha percebido, mas... Vingadores: Guerra Infinita não tem nada disso. Os créditos estão lá, com uma fonte branca sobre uma tela preta, coisa realmente simples — o que, convenhamos, faz BASTANTE sentido, pela maneira como o filme acaba. Meio que não havia espaço pra mais nada ali, o que, aliás, fez os diretores do filme pensarem até em não colarem nenhuma cena depois dos créditos.

“Nós quisemos nos comprometer muito com aquele final. Não queríamos ir muito além daquilo”, disse Anthony Russo em entrevista ao podcast Happy Sad Confused. “A gente até considerou não fazer nenhuma tag, mas a gente pensou que talvez fosse muito brutal. É tudo sobre encontrar um equilíbrio”, continuou Joe Russo.

Isso explica, portanto, por quais motivos, razões ou circunstâncias não tivemos a primeira aparição de Brie Larson como Capitã Marvel (ou, pelo menos, Carol Danvers) no filme. Mas é meio óbvio que ela terá importância enorme na sequência, né? Primeiro porque o seu filme estreia em Março do ano que vem, ANTES de Vingadores 4; segundo porque o Nick Fury pediu ajuda pra ela pra resolver a treta do Thanos, né?

Resta saber como (e por que) isso acontece. Aguardemos. :)