Guerra Infinita será o mais grandioso filme da Marvel (até agora) | Judão

Casting call e o envolvimento de James Gunn mostram que o terceiro filme d’Os Maiores Heróis da Terra é, ao menos por enquanto, a viagem mais audaciosa da Casa das Ideias

Lembro exatamente de quando começaram a falar sobre o primeiro filme d’Os Vingadores. Robert Downey Jr. como Tony Stark, Edward Norton (ainda) como Hulk, Chris Hemsworth (ainda em negociações) como Thor, Samuel L. Jackson como Nick Fury e um ator ainda não anunciado como Capitão América... Parecia algo grandioso, quase impossível de acontecer, por mais que aquela cena pós-créditos em Homem de Ferro tenha deixado todo mundo empolgado com a INICIATIVA.

Quase NOVE anos daquela cena, veja só onde estamos e, principalmente, para onde vamos: Vingadores: Guerra Infinita, o atual “projeto grandioso” da Marvel Studios.

Nos últimos dias do, esperamos nós, falecido ano passado, encontraram um CASTING CALL, que nada mais é do que um chamado para atores (o nome não é exagero) participarem de uma seleção, de Guerra Infinita e do “Untitled Avengers Movie”, aquele filme que seria a Parte 2 de Guerra Infinita mas que ninguém mais sabe do que vai se tratar exatamente — ou simplesmente Mary Lou, o título “de trabalho” que ambos os filmes estão usando. :D

Nesse caso, a ideia era encontrar figurantes, um possível papel de destaque (que pode ser apenas ter uma fala no roteiro) ou dublê pros atores principais para as filmagens, que começam esse mês em Atlanta. Quais atores? Bom, de acordo com a “sinopse” do tal casting call, todos os que interpretam Thor, Thanos, Soldado Invernal (ou Bucky, como tá lá), Viúva Negra, Dr. Estranho, Capitã Marvel, Gavião Arqueiro, Capitão América (sim, ao menos nessa sinopse ele continua com esse ~título), Feiticeira Escarlate, Nick Fury, Homem-Formiga, Wong, Visão, Pantera Negra, Hulk, Homem de Ferro e, se seguraí, Senhor das Estrelas, Gamora, Nebula, Rocket Raccoon e Groot.

OU SEJA, as TRÊS equipes, que são as duas “facções” dos Vingadores formadas durante a Guerra Civil AND os Guardiões da Galáxia, vão aparecer — e é muito provavelmente por isso que James Gunn, o cara que tá se divertindo um monte com esses brinquedos espaciais, dará algum tipo de contribuição ao filme, como ele mesmo confirmou na última semana, no Periscope. Gunn é, além de diretor, roteirista dos dois filmes dos Guardiões e, por mais que uma série de decisões na Casa das Ideias sejam tomadas de uma forma colegiada, o cara entende tudo sobre aqueles heróis e vilões que estão construindo, na prática, o Universo Espacial da Marvel nos cinemas.

Por mais que Gunn diga que Guardiões da Galáxia Vol. 2 não terá qualquer impacto no terceiro filme dos Vingadores, os elementos ESPACIAIS vão estar lá, sim — Thanos é o grande vilão da Guerra Infinita, junto com as Joias do Infinito.

Além disso, o filme vai marcar a estreia de Carol Danvers nesse universo (coisa que, claro, pode acontecer antes em alguma cena pós-créditos ou participação especial surpresa).

Brie Larson

Não importando o tamanho de sua aparição, no entanto, o ponto aqui é que Carol Danvers será a única deste elenco a dar as caras em um filme da Marvel ANTES de estrelar seu próprio filme solo. E, talvez como aconteceu com o Pantera Negra em Guerra Civil, existe a chance de que talvez tenhamos uma “origem” antes da origem oficial. Cê sabe, o pai do cara morre no atentado do Zemo, T’Challa assume o trono e se mostra publicamente como Pantera Negra pela primeira vez... Talvez este novo filme dos Vingadores sirva para que a Capitã Marvel — cuja origem no recém-lançado gibi Mighty Captain Marvel #0, aliás, é recontada em flashback mantendo a conexão com uma arma kree mas convenientemente esquecendo a relação dela com Mar-Vell, o Capitão Marvel original, numa decisão que cairia como uma luva para o cinema — resolva aparecer depois de algum tempo “digerindo” o processo em que ganhou seus poderes, assumindo de vez o papel de “protetora do universo”.

E se a gente lembrar que, nas HQs, o primeiro Capitão Marvel foi o grande antagonista inicial de ninguém menos do que Thanos, já em seu caminho para a chamada Saga do Infinito (Desafio Infinito, Guerra Infinita e Cruzada Infinita) com sua manopla do poder, podemos ter tranquilamente na Capitã Marvel a figura salvadora que nas páginas atende pelo nome de Adam Warlock. Fala sério, seria muito legal ver uma super-heroína assumindo este papel, deixando os poderosos óbvios de plantão como Steve Rogers e Tony Stark comendo poeira. Basicamente: Capitã Marvel aparece pouco até, mas chega pra salvar o dia. ;)

Agora, não é só por causa da união Terra + Espaço que Guerra Infinita se tornará grandiosa. Sim, o casting call não tem o Homem-Aranha ou os personagens das séries do Netflix, mas traz Stephen Strange (que também estará em Thor: Ragnarok, diga-se de passagem) e Wong. Pela primeira vez todas as pontas do Universo Marvel Cinematográfico – espaço, Asgard, magia e heróis da Terra com suas explicações mais científicas – estarão lado a lado. Se há alguns anos os filmes de super-heróis tentavam dar justificativas plausíveis pra tudo (mesmo quando eram uma puta viagem, diga-se), esse terceiro filme dos Vingadores será uma deliciosa mistureba de estilos e inspirações.

E isso é ótimo!

Resta saber, agora, para onde os Irmãos Russo vão no quarto filme dos Vingadores, que, de acordo com os próprios, não é uma segunda parte de Guerra Infinita. O que poderá ser ainda mais grandioso do que eles tão fazendo agora?

Vingadores: Guerra Infinita estreia em 04 de Maio de 2018 e a sequência, ainda sem nome, estreia em 03 de Maio de 2019.