O próximo capítulo da Marvel nos gibis | JUDAO.com.br

A Casa das Ideias começa a revelar o que vai ser de seus heróis depois da saga Secret Wars – e garante que este é o MESMO Universo Marvel que a gente ama, só que com umas pitadas de diversidade e novidades

“Este não é um Universo Marvel no qual o céu é verde ou não existe água”, tenta explicar, meio que fugindo da pergunta, o editor-chefe da Marvel Comics, Axel Alonso, quando questionado pelo NY Post se o próximo passo da editora depois de Secret Wars é ou não um reboot. “Este é o Universo Marvel que você conhece, com alguns ajustes de construção”.

“Teremos alguns novos personagens. Teremos algumas mudanças nos relacionamentos. Mas é o Universo Marvel. É apenas o próximo capítulo”, diz. Já num papo com a Entertainment Weekly, ele tenta resumir as mudanças como sendo “uma nova temporada”, da mesma forma que acontece nas séries de TV. E a tal da nova temporada já tem até nome: All-New All-Different Marvel, com todas HQs (que serão cerca de 60) começando novamente a partir do número 1, em outubro, e que cronologicamente se passarão oito meses depois de Secret Wars.

Percebam que o “different” pode ser um indicativo claro da questão da “diversidade”, aquele mesmo no qual a Distinta Concorrência vem baseando seu DC You – além de ser, claro, uma referência ao relançamento dos X-Men no final dos anos 70, quando diversidade foi justamente um dos motes. Se levarmos em consideração as duas primeiras imagens de divulgação liberadas nesta quinta-feira (4), em pleno feriado, dá para concluir que o caminho é mesmo este.

“O objetivo é convidar um novo público a ler estes gibis, mas ao mesmo tempo mantendo e honrando os fãs que já estão lendo”, tenta explicar Alonso – sabendo que vai encarar uma multidão de leitores das antigas se rasgando em mimimis que prometem quebrar a internet na metade. A começar pela Thor (que, conforme edições recentes, já se sabe que é Jane Foster) e pelo Falcão no lugar do Capitão América, que vão continuar – a gente, que achava que as versões originais voltariam das trevas para o lugar destaque com a estreia do segundo filme dos Vingadores, caiu do cavalo. Mas vejam que, ao lado de Sam Wilson, está a versão mais velha de Steve Rogers sem o soro do supersoldado, com o uniforme que usava na época em que era o diretor da SHIELD.

Marvel

Tudo leva a crer que, ao mesmo tempo em que Jane e Sam ganham destaque nas revistas e nos corações dos fãs mais novos, eles estarão devidamente amparados pelas versões antigas para continuar carregando o amor dos fãs DE OUTRORA, talvez com o papel de treinar os novatos – tanto Steve quanto Thor Odinson, o Thor de sempre, que é personagem de destaque na HQ andando pra lá e pra cá com seu imenso machado Jarnbjorn agora que o Mjolnir tem novo dono (ou dona, no caso). Na imagem, ver juntos Peter Parker e Miles Morales, o Homem-Aranha Ultimate, dá a impressão de que o Cabeça-de-Teia deve seguir um pouco por este lado. Tem um novo Aranha na cidade. “Mas existe espaço para Peter Parker? O que isso significa para ele?”, questiona Alonso, em tom misterioso.

Existe a chance de que Morales ajude a revitalizar este lado mais jovem, moleque, adolescente do herói – enquanto Parker seja uma espécie de mentor para ele, mais focado em seus próprios problemas, deixando os Vingadores de lado e, vai saber, se preocupando com a filha e com a esposa – sim, isso não é brincadeira. É que um dos universos que estão sendo explorados durante Secret Wars, em Spider-Man: Renew Your Vows, vemos um Peter Parker casado com a Mary Jane e com a May Parker como filha, num lugar que nunca rolou o pacto com Mefisto. Por enquanto, é só uma versão paralela, mas sempre existe a chance DESSA versão acabar se tornando a ~oficial após o fim do crossover, dando o Aranha mais velho e mais adulto que muitos fãs velhos gostariam de ler, enquanto Morales seria o Aranha teen aprendendo a ser herói e ficando de boca aberta com os Vingadores veteranos dos quais é fã.

Quer dizer... a gente aqui tá dizendo que é o Morales, do Universo Ultimate que provavelmente chegará ao fim. Porque o Alonso não confirma nem isso. “Tudo que eu posso dizer sobre o personagem naquele uniforme negro é que pode ser o Miles e pode ser qualquer um”.

O Homem de Ferro está no centro de ambas as imagens, claro, porque a intenção é fazer com que ele atinja nos gibis o mesmo grau de popularidade que a versão de Robert Downey Jr. tem nos cinemas, sendo o mais carismático dos Vingadores. Alonso confirma esta vontade da editora em entrevista ao IGN. “Existe uma razão pela qual ele está na frente e no centro. Tivemos esta conversa lá dentro. Como o Homem de Ferro, o personagem que colocamos nos filmes, se tornou sem dúvida o super-herói mais reconhecido e querido tanto pelo público masculino quando pelo feminino?”. A decisão foi retratá-lo cada vez mais como este sujeito multifacetado e cheio de defeitos, o idiota megalomaníaco com o o coração de ouro. “Estamos comprometidos com isso”.

marvel

Este comprometimento em costurar de vez os gibis com os cinemas e a TV se vê nas presenças destacadas do Agente Coulson (de Agents of SHIELD), do Demolidor (com um uniforme mais escuro, tipo Terra das Sombras, mas que guarda lembrança direta com a versão da série) e também do Homem-Formiga, do Pantera Negra, do Visão, dos Guardiões da Galáxia, dos Inumanos (Medusa, um Karnak de capuz meio misterioso e o tal do Inferno, que é coisa recente) e do Doutor Estranho (aparentemente mais jovem e carregando um machado que lembra o do Executor, o capacho asgardiano da feiticeira Encantor, mas que também pode ser o do velho Thor). Todos são ou serão peças fundamentais na estratégia cinematográfica da Marvel nos próximos anos. Faltou alguém?

Sim. A Capitã Marvel.

A Mulher-Aranha de roupa nova, a Spider-Gwen – que, de acordo com Alonso, vai continuar existindo em seu próprio universo mas que vai aparecer vez por outra no mundo Marvel – e a jovem Miss Marvel de origem islâmica são outros fenômenos editoriais recentes e que, claro, têm sua vez. “Kamala Khan é o Peter Parker do século 21″, crava o editor-chefe, visivelmente empolgado com a presença da menina.

Chama bastante atenção o esperado retorno do Wolverine – agora uma mulher (arranquem seus cabelos agora, amiguinhos xiitas). Por mais que em nenhum momento Alonso diga quem ela é e se esforce em deixar claro que a revelação será surpreendente, os cabelos longos e as duas garras somente em cada mão indicam que se trata da X-23, clone feminina de Logan. Recentemente, em sua passagem pelo título dos X-Men, Brian Michael Bendis trouxe a menina para o grupo liderado pelo Ciclope adulto, fazendo-a se interessar pelo Ciclope adolescente (nem tente entender, mas é uma ideia legal pra caralho) e criando uma camada de personalidade mais interessante para ela. Ao seu lado, BOOOOOOM!, a versão velhote de Logan oriunda da sensacional Old Man Logan, cultuada série sobre o futuro pós-apocalíptico da Marvel escrita por Mark Millar e, desde sempre, a versão mais bacana do baixinho canadense. Teria ele, como Morales, um espaço na Marvel do presente? Talvez como mentor da X-23?

“Se os personagens, lugares ou artefatos estão sendo introduzidos em Secret Wars, eles serão parte da grande mistura através da qual o Universo Marvel está seguindo em frente. Então fiquem de olho em personagens como Old Man Logan, o Maestro de Futuro Imperfeito – porque eles podem muito bem estar ali para ficar, para complicar o que vem a seguir”, faz questão de deixar claro Alonso.

Percebam, no entanto, que esta Wolverine é a única dos X-Men a dar as caras nestes dois teasers – o que talvez ajude a confirmar os boatos de que o restante dos mutantes seja enviado para uma galáxia distante, para viver suas aventuras em um outro planeta depois que ficou inviável viver na Terra e, portanto, à parte do Universo Marvel. A gente também já sabia que ia rolar uma divisão do Quarteto Fantástico. Se o Tocha Humana vai fazer parte do título dos Inumanos (o que faz sentido, já que ele tem uma relação próxima com os comandados do Raio Negro desde que namorou a Cristalys), era de esperar que Ben Grimm, o Coisa, ganhasse espaço em outro grupo – o uniforme indica que ele fará parte dos Guardiões da Galáxia.

A ideia é incrível. A dinâmica do personagem em grupos mais, digamos, leves como os Guardiões, com uma pitada de humor, funciona demais. E todos do time, sem exceção, são estranhos, meio párias – exatamente como Ben vem se sentindo a vida inteira desde que teve a sua aparência modificada. Ele e Rocky Racoon prometem ser uma dupla divertidíssima, dividindo mulheres e charutos. Que fim vai levar Sue? Será que Reed Richards vai se tornar permanentemente o consultor científico do Universo Marvel, saindo da cena super-heroica? E o Doutor Destino, será que finalmente se tornará o grande antagonista não apenas do Quarteto, mas sim de toda realidade marvelística? São muitas perguntas que ficam.

Uma olhada detalhada nas duas imagens, todavia, deixam mais algumas interrogações na cabeça. A começar pela versão feminina do Doutor Espectro, a homenagem da Marvel para o Lanterna Verde tornada popular na série Poder Supremo – a mesma da qual saiu Hyperion, o Superman da Marvel, que por sinal também está numa das imagens.

E quanto ao Cidadão V? Lembram dele? Quando o Barão Zemo precisou criar um alter-ego para montar a sua equipe de Thunderbolts, formada apenas por vilões fingindo serem heróis? Pois é. Que diabo de papel ele teria nesta teia toda? Lembremos ainda que Zemo será um personagem proeminente no filme Capitão América: Guerra Civil...

Trazido de volta em 1872, um dos títulos de Secret Wars que mostra os Vingadores em um cenário Velho Oeste, talvez o Red Wolf seja a grande dúvida da coisa toda. Herói surgido na década de 1970 como o primeiro vigilante pele vermelha da editora, acabou sendo tragado e esquecido pela complicada cronologia marvete, tratado como nada mais do que um herói classe C. Mas Alonso garante que ele terá um papel no Universo Marvel. “Eu só prefiro não dizer qual é ainda”. E ainda completa: “Ele vai ser parte do Universo Marvel, vamos colocar deste modo”. O arco e flecha poderia indicar alguma coisa relacionada ao Gavião Arqueiro?

Hulk e Reed Richards

Hulk e Reed Richards, no Ultiverso

E tem ainda uma novidade que não está em nenhuma das duas imagens: um novo Gigante Esmeralda. “O Universo Marvel está prestes a ver a chegada de um novo Hulk – um Hulk que você nunca viu. E o seu desenvolvimento tem raízes no passado. Estou pessoalmente empolgado com isso e com as ramificações que vai ter – e acho que os fãs de Bruce Banner definitivamente vão querer ler”, diz Alonso. Segundo consta, não será Banner, mas outra pessoa diferente – e o editor-chefe promete que a história é orgânica, que acontece naturalmente, sem forçar a barra. “Vamos provocar o mesmo tipo de reação que aconteceu com certo segmento da população ao descobrir que odiou o novo Thor”, diz, aos risos.

Um dos rumores (ou teorias) sobre o Hulk que rola por aí, aliás, é de que o novo Gigante Esmeralda seria ninguém menos que... REED RICHARDS. O Ultimate.

Seria interessante, viu!

A verdade é que, nas próximas semanas, a Marvel vai aproveitar a Special Edition: NYCC (que está acontecendo neste fim de semana), a sua grande máquina de divulgação e as edições de Secret Wars para já ir jogando outros elementos dessa nova fase das HQs da editora. De qualquer forma, só vamos ter uma real ideia de como tudo isso vai se refletir nas histórias que serão contadas no dia 1º de julho, quando a Casa das Ideias vai lançar, totalmente de GRÁTIS, uma edição especial com 64 páginas e com um preview do que está por vir. O lançamento vai ser inicialmente físico, pra dar destaque aos comic shops dos EUA, mas logo em seguida vai ganhar uma versão digital.