AMC ameaça de processo quem tenta adivinhar quem morreu em The Walking Dead | JUDAO.com.br

Aquele season finale fica pior a cada dia que passa…

“Nós queríamos que vocês falassem. E falando vocês estão. A especulação, a frustração, as possibilidades, as teorias... Honestamente, na minha cabeça... Isso tudo é divertido. Eu sinceramente sinto que é algo legal pros fãs fazerem durante o intervalo. (...) Eu sei que as pessoas estão putas por conta disso, mas não foi nossa intenção. A ideia era que depois de seis temporadas de uma série, queríamos nos manter nas suas cabeças e dar algo sobre o que vocês poderiam falar”

Foram essas as palavras de Robert Kirkman, publicadas na seção de cartas de The Walking Dead #154, que ele usou pra tentar explicar o final da sexta temporada da série. Não deu muito certo — nem a explicação nem a ideia de “falar sobre”, já que a discussão fora do FANDOM não tá sendo em torno de “Quem Morreu?” e sim “Por que eles fizeram isso, putaquemepariu?”.

Os fãs, eles sim, tão se importando de fato com quem morreu — até por não existir outra coisa sobre a qual discutir. Não importa a construção da história, como aconteceu ou sequer consequências (o que nos leva a questionar por que eles fizeram isso, putaquemepariu). É óbvio que é isso que o pessoal que segue tudo sobre The Walking Dead, fotos e informações de set e a porra toda, vai procurar. E tudo bem.

Isso se o AMC, canal que exibe a série lá nos EUA, não tivesse incomodado por isso.

The Walking Dead

Galera do The Spoiling Dead Fans, uma página do Facebook que, essencialmente, compartilha fotos do set e discute a série, recebeu nesse fim de semana uma cartinha assinada pelo advogado Dennis Wilson, na qual são ameaçados de processo pelo AMC e de certa maneira obrigados a não adivinhar (!) e/ou divulgar a informação de quem, afinal de contas, Negan matou.

Legal, né? “Basicamente, o que acontece é que se a gente publicar nossa previsão e estivermos certos, AMC vai nos processar. Se alguém trouxer uma informação sobre quem morre, a gente confirmar e for isso mesmo, eles podem nos processar. Se tem razão sobre isso não importa, ainda custa dinheiro pra defender”, afirma em um post assinado pelo seu STAFF os Spoiling Dead Fans. “Temos argumentos pra nos defender? Sim. Mas também custa dinheiro montar essa defesa. É assim que funciona o sistema judiciário”.

Escrita na carta está a alegação de que o Spoiling Dead Fans teria dito que possui “informações protegidas por copyright e comercialmente secretas sobre o plot mais crítico da ainda não lançada próxima temporada de The Walking Dead” e que iriam publicá-las. “Ainda não sabemos onde nós dissemos isso, porque não conseguimos identificar”.

Num resumo: um canal de TV que exibe uma série que deixou uma questão no ar como cliffhanger está proibindo pessoas de ADIVINHAREM a resposta à questão ou publicarem a informação, caso ela exista, contrariando a vontade do criador da série e todo e qualquer tipo de bom senso. Informação protegida por copyright? Segredo comercial? Se há tanta preocupação com isso, por que eles fizeram aquilo, putaquemepariu? Não era mais fácil ter resolvido essa história e, enfim, tudo aquilo que já discutimos há algum tempo?

Nos baseando em fotos do set (a série é quase toda gravada AO AR LIVRE, em Atlanta, é relativamente fácil ver o que tá acontecendo), já é possível, por eliminação, adivinhar quem foi o sorteado pela Lucille — ainda que Greg Nicotero, produtor da série, tenha afirmado que não necessariamente isso é correto, já que a série não é gravada em ordem cronológica. Ok, então por eliminação dá pra adivinhar quem NÃO FOI sorteado pela Lucille e aí, por eliminação de novo...

Sabe, toda essa coisa do que é ou não spoiler ainda vai demorar pra ser definida (e muito provavelmente nunca será), mas o que é ou não informação, o que é ou não de interesse público, seja lá qual for o público, isso tudo sabemos há algum tempo. Evitar a divulgação da informação e até mesmo PREVISÕES com ameaça de processo é, além de absurdo, bullying — quem tiver mais grana, num caso como esse, vai SEMPRE vencer.

Esse é o tipo de coisa que, se querem tanto que não seja divulgado, deveria ser conversado amigavelmente e, caso o veículo resolvesse seguir em frente com a divulgação, estudar uma maneira de conter os danos, se é que eles existem. O chamado ESTRAGADEIRO raramente machuca a grande corporação por trás daquela história, o problema costumazmente está com quem é relacionado criativamente àquela obra ou, o principal, no público (que, vamos nos lembrar, dificilmente vai chegar a um consenso do que é ou não um spoiler).

Um veículo de comunicação deve sempre ter o interesse do PÚBLICO em mente, nada além disso. Imagina então um página de Facebook e/ou Fórum, FEITOS pelo público?

Entramos em contato com a AMC para esclarecimentos mas, até a publicação desta nota, não recebemos resposta.

The Walking Dead, cê já tinha perdido boa parte do meu interesse com esse final da última temporada. Mas não me faz pegar ódio, também...