Uma série de TV do Jack Ryan? Sim, por favor! | Judão

Com tantos livros como base, dá pra fazer algo ótimo por anos e anos!

Dá pra dizer que Jack Ryan foi uma grande aposta de Hollywood nos últimos 25 anos. É um personagem que, nesse período, estrelou cinco filmes. É bastante coisa. Porém, por vários motivos, a última tentativa de transformar o personagem efetivamente numa franquia, Operação Sombra – Jack Ryan, não funcionou. Mas esse não é o fim...

De acordo com o o Deadline, o pessoal de TV da Paramount contratou Carlton Cuse (showrunner de Bates Motel) e o produtor Graham Roland (Fringe) pra trabalhar, ao lado da Platinum Dunes (do Michael Bay), numa série de TV estrelada pelo personagem, que estaria ainda em seus primeiros dias como analista da CIA. Ainda não há, porém, um canal de TV atrelado ao projeto, mas tem muita gente interessada. Sabe como é: eles vão oferecer pras redes e, se alguma topar, encomenda-se um piloto – que, se for aprovado, vira uma série que, se for aprovada, ganha uma temporada completa que, se for aprovada, é renovada e enfim. Há todo um caminho pelo frente.

De qualquer forma, é bom dizer que isso tudo pode sim dar numa ótima série. Ryan é um personagem criado pelo escritor Tom Clancy e que apareceu pela primeira vez no livro A Caçada ao Outubro Vermelho. Nessa série de livros, Ryan era um ex-Marine que teve que se aposentar depois de um acidente de helicóptero. Do lado civil da vida, Ryan se torna professor de História na Academia Naval – e acaba indo parar na CIA como consultor.

Tudo começa a ficar interessante na Inglaterra, quando Ryan vai passar férias com a família e sem querer se vê no meio do ataque de separatistas contra o Príncipe de Gales (aka o futuro Rei da Inglaterra), a Princesa e o filho recém-nascido deles. Esses eventos, narrados no livro Jogos Patrióticos, acabam levando Jack Ryan a se tornar efetivamente um funcionário da CIA, isso enquanto precisa salvar a própria família e a do Príncipe (sim, mais uma vez).

A lenda vai sendo construída por aí, bem no meio da Guerra Fria. Ele se envolve com russos que querem matar o Papa João Paulo II (em Coelho Vermelho), com um submarino nuclear russo desertor (em A Caçada ao Outubro Vermelho), guerrilheiros no Afeganistão (O Cardeal do Kremlin), traficantes de drogas colombianos (Perigo Real e Imediato), além do terrorismo no Oriente Médio e o perigo nuclear (A Soma de Todos os Medos). Eventualmente Jack Ryan sai da CIA, mas se torna Conselheiro de Segurança Nacional dos EUA no livro Débito de Honra — e ainda tem tempo de se meter numa grande treta entre os Estados Unidos e o Japão.

MCDJARY EC003

Aliás, é durante os eventos de Débito de Honra que Jack Ryan é elevado ao posto de vice-presidente dos EUA, depois que o ocupante anterior do cargo se vê num escândalo sexual. O que ninguém esperava é que um 747 seria deliberadamente jogado pelos japoneses no Capitólio, justamente na sessão conjunta do Congresso e do Senado que aceita Ryan como VP. No ataque, morrem a maioria dos integrantes do governo, incluindo o presidente Roger Durling.

Jack Ryan, sem receber um só voto, se torna o presidente dos Estados Unidos da América. Sim, Frank, estou piscando pra você. ;)

A história de Jack Ryan continua, sim. São novas tretas contra um recém-criado país islâmico em Ordens do Executivo, e ele é eleito pra um mandato efetivamente seu antes dos eventos de O Urso e o Dragão — que narra uma guerra entre China e Rússia. Como presidente, ele também cria a Doutrina Ryan, que passa a não tolerar qualquer ataque “aos nossos territórios, nossas posses ou nossos cidadãos”.

Eventualmente Jack Ryan volta a ser presidente dos EUA, se envolve nesse mundo pós-11 de setembro e vemos até o filho dele, Jack Ryan Jr., ter as suas próprias aventuras a partir de Os Dentes do Tigre.

Jack Ryan Blu-Ray

Algumas dessas histórias (mais exatamente A Caçada ao Outubro Vermelho, Jogos Patrióticos, Perigo Real e Imediato e A Soma de Todos os Medos) foram adaptadas pro cinema com três atores diferentes: Alec Baldwin, Harrison Ford e Ben Affleck. Porém, nunca houve muito uma cronologia entre essas histórias, apenas entre os dois longas com o Ford. O filme mais recente, Operação Sombra – Jack Ryan, foi uma tentativa de justamente criar uma série em ordem cronológica, estrelada pelo Chris Pine, e com os elementos adaptados para o presente.

Agora, pensa numa série de TV: com vários episódios por temporada, dá pra esmiuçar todos os elementos da vida de Jack Ryan, indo da Marinha à Presidência. Claro, sem ser uma adaptação literal – até porque deixar tudo no presente e sem essa coisa de Guerra Fria é importante, APESAR que é incrível a semelhança de alguns enredos de Clancy com acontecimentos que rolaram depois no mundo real. Talvez o plot geral de cada livro sirva de inspiração pra cada temporada, já pensou?

Além disso, a série abriria a oportunidade de usar outro personagem bem conhecido: John Clark, que faz parte do universo de Jack Ryan e é diretor da agência de contra-terrorismo RAINBOW, a mesma do jogo Tom Clancy’s Rainbow Six. Ele também já apareceu nas adaptações de Perigo Real e Imediato e A Soma de Todos os Medos.

Só há um perigo (talvez não tão real, nem tão imediato) aí que pode atrapalhar tudo isso: Michael Bay. Bom, é só torcer pra ele passar bem longe do projeto (o que pode não ser muito fácil de acontecer).