Rocketman tem tudo para ser maravilhoso | JUDAO.com.br

O JUDAO.com.br teve a chance de ver 15 minutos da cinebiografia do Elton John e a autora deste texto está oficialmente apaixonada! <3

Definitivamente, Elton John nunca foi considerado uma pessoa convencional — e um filme sobre sua história não poderia ser diferente.

Assim como evidenciado no trailer, a prévia que a gente assistiu na última semana mostrou que Rocketman esbanja em trajes escandalosos típicos da carreira do músico, além de se preocupar com um design de produção que realmente ambiente o público nos períodos retratados. Mas também não é algo que precisa ficar preso a isso.

Durante uma entrevista na CinemaCon para o Collider, o diretor comentou que usou mais de vinte canções de Elton John cantadas pelo próprio Taron Egerton. Analisando as vozes dos dois, dá para perceber que existe uma diferença e algumas mudanças foram feitas nas canções para se adaptarem à voz de Egerton. E isso é ótimo, porque não transforma o filme em um karaokê ou em uma óbvia dublagem – a cinebiografia sobre um dos músicos mais importantes da história merece mais do que um simples lip sync.

Ajude o JUDAO.com.br continuar desafiando a cultura pop. Assine!
A partir de R$5 por mês.

Antes da prévia — que tinha cerca de 15 minutos, foi exibido ainda um vídeo especial com a equipe da produção enaltecendo o trabalho de Egerton ao afirmar que ninguém seria capaz de fazer o que ele faz no longa.

O vídeo para uma possível campanha para o Oscar já está pronto, just saying.

Mostrando pequenos trechos de momentos específicos de sua vida, como seus primeiros dias na Royal Academy of Music, Rocketman pega pelo seu braço e te leva em uma viagem fantástica no momento em que Elton John está se apresentando pela primeira vez no The Troubadour, uma das casas de shows mais tradicionais de Los Angeles. Ele simplesmente FLUTUA com o público na exibição de Crocodile Rock, chocando a todos e à si mesmo.

Rocketman caminhará entre o real e imaginário para mostrar a transformação de Reggie Dwight nessa força da natureza, além de focar em seu vício em substâncias legais e ilegais, sua piração com a fama e vulnerabilidades.

Importante colocar: mesmo tendo assistido à 15mins do filme, ficou claro que não deixaram de lado todos os erros que Elton John cometeu pelo caminho. Porque mais importante do que contar essa história fantástica é mostrar que ele é apenas humano – um humano muito talentoso, convenhamos.

Essa fantasia musical ainda conta com participações do letrista Bernie Taupin, o fiel parceiro musical do cantor, e seu empresário John Reid — o mesmo que você já viu sendo interpretado por Aidan Gillen em Bohemian Rhapsody, aqui vivido por Richard Madden –

Sem dúvida, Rocketman é um dos filmes mais aguardados do ano e pode figurar entre os destaques da próxima temporada de premiações. A ver. O filme estreia no Brasil em 30 de maio, mas o hype se instalou oficialmente. E, bom, se deram um Oscar pra dentadura do Rami Malek...

E então que parece que NÃO vai mais ter Billie Eilish no #Lolla. Mas também parece que vai ter Billie Eilish no Brasil SIM, sozinha, em "locais grandes". https://t.co/dRXQ1s2KTW