Olha esse Netflix agora querendo comprar cinemas nos EUA... | JUDAO.com.br

A ideia seria facilitar as brincadeiras com o Oscar. Cannes pode esperar.

“Há riscos em irmos e termos nossos filmes e profissionais desrespeitados no festival. Eles definiram o clima. Não acho que seria bom estar lá”, afirmou Ted Sarandos, o CCO do Netflix, ao confirmar a não-participação do serviço de streaming no Festival de Cannes desse ano, numa treta que tá cada vez mais acirrada (e, por que não?, interessante).

Eles não parecem que vão ceder às exigências para ganhar uma Palma de Ouro (entre elas, estrear seus filmes nos cinemas francesas) mas planos de comprar cinemas nos EUA e fazer o que bem entenderem com isso, inclusive terem a vida facilitada no Oscar, aparentemente, existem.

De acordo com o Los Angeles Times, o pessoal de Los Gatos estaria perguntando o preço dos Landmark Theaters de Los Angeles (rede conhecida por fazer primeiras exibições, apresentar documentários e filmes estrangeiros durante a temporada de premiações), mas desistiram por acharem muito caro. :P

Já rolam exibições pequenas dos filmes da Netflix em locais selecionados, num esquema feito apenas para que possam concorrer a prêmios que exijam isso dentro dos EUA, como o Oscar. Geralmente estreiam no mesmo dia em que o título em questão entra no catálogo e duram apenas o necessário. No entanto, a ideia aqui também seria ter salas de cinema para sempre poder ter outra maneira de entregar conteúdo para o público.

E gerar MAIS burburinho, claro.

Ainda não há nada oficial sobre isso, mas confesso estar surpresa com o rumo da prosa. O Netflix render-se à experiência clássica do cinema é algo que não imaginei acontecendo — e nem sei como seria. Será que é mesmo a melhor escolha?

Aguardemos!

E então que parece que NÃO vai mais ter Billie Eilish no #Lolla. Mas também parece que vai ter Billie Eilish no Brasil SIM, sozinha, em "locais grandes". https://t.co/dRXQ1s2KTW